Participe da comunidade do meu Blog

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Amazing Grace - Por Jotta A no Raul Gil

Leia mais >>

Diretores de Penitenciárias do Paraná se reúnem pela primeira vez em Curitiba

Ocorreu nos dias 29 e 30 de agosto no Palácio das Araucárias o primeiro encontro do colegiado de diretores de unidades prisionais do Departamento Penitenciário do Estado ligados a Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos.

O encontro que reuniu os diretores das 24 penitenciárias do estado contou com a participação da Drª Maria Tereza Uille Gomes, Secretária de Estado da SEJU; direção do Dr Mauricio Kuehne, Diretor do DEPEN; e a coordenação da Professora Sonia Virmond, diretora da ESEDH - Escola de Educação em Direitos Humanos.

O encontro idealizado pela SEJU e o DEPEN ofereceu a possibilidade de reflexão do plano diretor da SEJU-PR com vistas a construção de uma política pública para o Sistema Penitenciário do Paraná pautada em diretrizes emanadas de comissões de trabalho, grupos temáticas e do colegiado de diretores que vem refletindo sob a teoria e prática do sistema penal do Paraná, do Brasil e do Mundo e estabelendo algumas metas para que os gestores, a partir de indicadores possam ser desafiados a cumprirem os resultados esperados pela administração pública e os contribuintes.

O próprio processo de escolha de diretores em si revela um novo tempo para o Sistema Penitenciário. No mês de maio de forma inédita, por meio de processo seletivo os atuais diretores foram escolhidos após 5 fases e só depois nomeados.

Leia mais >>

Teologia da Libertação completa 40 anos e cai no esquecimento

Em 2011 a Teologia da Libertação completa 40 anos, fundamentada na opção preferencial pelos pobres, a vertente teológica caiu no esquecimento da Igreja Católica. A TL utiliza como ponto de partida de sua reflexão a situação de pobreza e exclusão social à luz da fé cristã. Sendo assim, a situação de pobreza é denunciada como pecado estrutural e seus representantes propõem o engajamento político dos cristãos na construção de uma sociedade mais justa e solidária.

Criada em meados da década de 70, essa proposta teológica incorporou algumas categorias do marxismo e possibilitou o surgimento de Comunidades Eclesiais de Bases (CEBs). Anos mais tarde culminou com a proibição dela pelo cardeal Joseph Ratzinger, o hoje papa Bento XVI, que era prefeito da Sagrada Congregação Para a Doutrina da Fé (ex-Santo Ofício) no pontificado de João Paulo II.

Um dos principais teólogos dessa vertente católica, o ex-frei brasileiro Leonardo Boff foi duas vezes punidos por Ratzinger com o “silêncio obsequioso” e ficou mais de dois anos sem poder dar entrevistas, fazer palestras ou publicar livros sobre Teologia da Libertação. Acuado, Boff deixou a batina e hoje está mais ligado a causas do meio ambiente.


Em Manaus, a Teologia da Libertação teve fôlego nos anos 80 a partir da ação do clero progressista ligado, a TL entrou nas pastorais sociais da cidade e ai fez várias pequenas “revoluções”. A Pastoral Indigenista gestou o movimento pela demarcação das Terras Indígenas e na visita de João Paulo II ao Amazonas uma liderança indígena fez o discurso de recepção no Arcebispado.

A Pastoral Operária também estava eivada de conceitos da Teologia da Libertação. Ela foi particularmente importante e freqüente nas grandes greves dos anos 80 no Distrito Industrial, quando as condições de trabalho e o arrocho dos salários eram denunciados nacionalmente em movimentos que fechavam a então bola da Suframa.

Nenhuma pastoral ligada a TL foi tão ativa quanto a Pastoral da Terra. Religiosos como o padre Albano e a irmã Helena pregavam a necessidade do povo se organizar para ter acesso a terra e aí eles foram fortes nos processos de invasões que culminaram com a formação da maioria dos bairros de Manaus.Fonte: Gospel Prime

Leia mais >>

Sarkozy menciona 'ataque preventivo' contra Irã

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, advertiu nesta quarta-feira (31) o Irã sobre a possibilidade de "um ataque preventivo" contra suas instalações nucleares, se a República Islâmica mantiver suas ambições neste âmbito, considerando que uma operação como essa pode provocar "uma grande crise".

"Suas ambições militares, nucleares e balísticas representam uma ameaça crescente que poderá levar a um ataque preventivo contra instalações iranianas, que provocará uma grande crise, que a França não quer de forma alguma", declarou durante a conferência anual de embaixadores da França.

O presidente francês não citou os países que poderiam ser tentados a realizar uma operação militar visando instalações nucleares iranianas. Nicolas Sarkozy também pediu um novo reforço das sanções contra Teerã. Fonte: AFP

Leia mais >>

Aumento, entre 2007 e 2011, é impulsionado por tratamento médico adequado mas também por automedicação e usuários dependentes

Entre janeiro e junho de 2011, foram comercializadas no Brasil 34,6 milhões de unidades farmacêuticas contra depressão e outros transtornos de humor, um aumento de 49,1% comparado às 23,2 milhões de cápsulas vendidas no mesmo período de 2007.

A evolução da venda deste tipo de medicamento no País foi registrada ano a ano, conforme levantamento feito, a pedido do iG Saúde, pela empresa de consultoria farmacêutica IMS Health Brasil.

Para os especialistas, o gráfico em ascensão reflete dois fenômenos, um positivo e outro negativo. Ao mesmo tempo em que revela maior acesso dos pacientes às medicações que previnem e tratam uma das doenças mais incapacitantes do mundo, conforme classifica a Organização Mundial de Saúde (OMS), também pode mostrar um uso indiscriminado dos remédios, composto por automedicação e usuários dependentes.

“A população com mais renda também consome mais medicações”, explica o professor do departamento de ansiedade da Universidade de São Paulo e médico da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Márcio Bernik.

“Além disso, estes tipos de remédio ficaram mais seguros dos anos 80 para cá, com menos efeitos colaterais o que também ampliou o acesso. Isso criou, em algumas classes terapêuticas, bolhas de uso inadequado.”

Dois lados

A escritora Cátia Soares, 51 anos, e a dona-de-casa Isaura (que prefere não ter o nome completo divulgado), de 60 anos, são os dois lados da moeda do uso de antidepressivos e medicações para os mais de 40 tipos de transtornos de humor descritos pela Psiquiatria.

A primeira, que faz tratamento medicamentoso contínuo desde os 37 anos com acompanhamento do psiquiatra, afirma que as pílulas foram a sua salvação.

“Não me tornei um robô por causa delas e hoje só consigo viver com o auxílio dos medicamentos, como os usados para diabetes ou hipertensão”, acredita Cátia

Já a dona-de-casa compara sua situação “a uma prisão”. Não foi o profissional de saúde que receitou os comprimidos usados por ela todas as noites para tentar dormir e controlar a ansiedade.

“Uso o remédio que toda a minha família usa”, confessa. O efeito na indução da sonolência é cada vez menor e desde que passou a sofrer os efeitos da menopausa – há 20 anos – ela faz uma alquimia caseira para tentar combater os sintomas que vão de tristeza profunda a angústia e dificuldade no sono.

Máscara

O comportamento descrito pela dona-de-casa é assistido cotidianamente pela neurologista Andréa Bacelar, vice-presidente da Academia Brasileira do Sono. “Nos consultórios, os pacientes que chegam não dormem direito há mais de cinco anos, em média, e relatam uso de polimedicamentos no período”, diz.

“O tratamento deles é mais complicado porque exige a prescrição de drogas para tratar a dependência de alguns remédios, outras para sanar os efeitos colaterais e também é preciso traçar um plano individual para tentar combater na raiz a dificuldade para dormir.”
A escritora Cátia Moraes, 51, é autora do livro “Uso antidepressivos, graças a Deus” e diz que os medicamentos salvaram a sua vida. “Não virei um robô”

Assim como os antidepressivos, o consumo de drogas usadas para insônia também está em ascensão. O levantamento feito pela IMS Health Brasil mostra que em quatro anos, a comercialização de hipnóticos e sedativos teve alta de 3,6 milhões de doses vendidas por mês, saindo de 11 milhões em junho de 2007 para atuais 14,6 milhões em 2011.

Para Andrea Bacelar, o uso indiscriminado ou por conta própria dos remédios pode mascarar outras doenças ligadas à insônia, como a própria depressão. Na lista também podem estar fibromialgia, problemas respiratórios como asma, DPOC e apneia obstrutiva do sono, e até obesidade e sedentarismo.

O médico do Instituto do Sono da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Luciano Ribeiro, acrescenta: para que as estatísticas de vendas deste tipo de medicação mensurem somente efeitos positivos é preciso conscientização tanto dos usuários quanto dos profissionais de saúde.

Médicos traficantes

“As mudanças de paradigmas são lentas e não dependem só dos pacientes”, acredita Luciano Ribeiro. “É claro que é preciso coibir os usuários que têm acesso aos medicamentos por vias ilícitas, mas muitas pessoas que tomam os remédios indiscriminadamente fazem com aval dos médicos.”

Segundo o neurologista, estes profissionais de saúde têm a postura semelhante a de traficantes, já que abastecem com receitas indiscriminadas e sem critérios pessoas que são dependentes das drogas. “É preciso alertar para a prescrição oficial indiscriminada. Isso também precisa mudar.”

O último relatório do Sistema Nacional de Informações sobre Intoxicações (Sinitox), departamento ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra mesmo que as drogas vendidas com o propósito de curar ou amenizar sintomas podem provocar um número de efeitos colaterais ainda maior do que as drogas ilícitas. Fonte: IG Saúde, reportagem de Fernanda Aranda

Leia mais >>

Operação Liberdade prende 296 suspeitos em 60 cidades paranaenses

Policiais civis e militares prenderam, na capital e em 60 cidades do interior, 296 suspeitos, principalmente por tráfico, e apreenderam drogas, armas e munições, durante a Operação Liberdade, que começou no fim de semana e foi encerrada nesta quarta-feira (31). O balanço foi divulgado em Maringá pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César. “Esta ação será desenvolvida regularmente, no combate sem tréguas ao tráfico de drogas, para libertar a população do medo”, afirmou.

A operação foi precedida de quatro meses de investigação, conduzidas por delegacias de Curitiba e 20 subdivisões policiais no interior. Nas ações, foram apreendidos 271 quilos de maconha e 31,5 quilos de crack, além de armas, munições e veículos. O delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius Michelotto, disse que essa é uma forma de combater a violência de maneira integrada e eficaz, já que o comércio de drogas está por trás de outros crimes, como roubos e homicídios.

Segundo o delegado da Divisão Policial do Interior, Julio Cezar dos Reis, o objetivo de operações dessa modalidade, com o fechamento em datas coincidentes, é identificar fornecedores de drogas e armas que possam estar abastecendo vários grupos de distribuidores em diferentes regiões do Estado. “A troca de informações entre as subdivisões foi fundamental para que os policiais chegassem a um número tão significativo de prisões”, disse.

Em Curitiba, a ação contou com apoio da Guarda Municipal. Foram presas 19 pessoas, nos bairros Ganchinho, Sítio Cercado e Pinheirinho, e apreendidos cerca de 1,5 quilo de crack, além de pequenas porções de maconha e cocaína, três armas de fogo, uma moto e um carro roubados, 32 caixas de cigarro contrabandeado e 6.500 DVDs e CDs piratas.

O delegado Valmir Soccio, da Divisão Policial da Capital, explicou que a participação da população, com denúncias anônimas, foi essencial para a identificação de suspeitos.

DENARC – As informações colhidas durante a operação serão compiladas e colocadas à disposição da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). O material servirá como base para investigações futuras, identificação e prisões de fornecedores da região de fronteira. Os trabalhos contaram com apoio efetivo da Denarc e colaboração da Polícia Militar nos cumprimentos de mandados de prisão.

Para o secretário, o resultado da operação reflete o trabalho exemplar das polícias Civil e Militar na Operação Liberdade e nas ações diárias em prol da segurança pública. “O mérito é todo dos policiais, que se desdobram para trabalhar contra o crime diariamente, mesmo com poucos recursos e infraestrutura”, ressaltou.

A Operação Liberdade foi executada pela primeira vez em abril, para combater o tráfico no centro de Curitiba e, de acordo com Almeida César, a partir de agora será permanente, em todas as regiões do Paraná.

FRONTEIRA – As ações de segurança serão intensificadas na fronteira do Estado, especialmente nos 19 municípios que fazem divisa com outros países. O governador Beto Richa e o ministro da Defesa, Celso Amorim, estão avançando na parceria que vai integrar as Polícias Federal e Rodoviária Federal e Forças Armadas com as ações das polícias paranaenses. “Vamos formar um cinturão para prevenir que drogas, armas e contrabando entrem no Estado e comprometam a segurança da população”, explicou Almeida Cesar. Fonte: Agência Estadual de Notícias

Leia mais >>

Ministéio do Esporte doa kits ao Paraná e anuncia implantação do Projeto Social Pintando a Cidadania

Duzentas escolas das Redes Municipal e Estadual de Ensino do Paraná, 19 Centros de Socioeducação-CENSES, da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social do Estado e as 24 Unidades Penitenciárias paranaenses vão receber um total 243 kits de material esportivo doados pelo Ministério do Esporte, avaliados em R$ 315 mil.

A solenidade de entrega será nesta terça, dia 30, as 10h00 no Auditório Mário Lobo,do Palácio da Araucárias, Centro Cívico, sede do Governo do Estado. Na mesma ocasião será anunciada a implantação no Paraná, por meio de convênio entre o Ministério do Esporte e a Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos-SEJU, do Projeto Social Pintando a Cidadania que terá recursos próximos de R$ 2 milhões para ser desenvolvido.

O repasse dos kits é resultado de gestão da SEJU com o Ministério. ”Entendemos que o esporte é um grande instrumento para a socialização, além de importante ferramenta no combate ao uso de drogas por crianças e adolescentes”, disse a secretária Maria Tereza Uille Gomes.

Entre as autoridades presentes na solenidade estarão o secretário Nacional de Esporte Educacional do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro; o coordenador Nacional do Projeto Pintando a Liberdade/Cidadania, Gerêncio Nelcyr de Bem; o governador em exercício do Paraná e secretário de Estado da Educação, Flavio Arns; a secretária da SEJU, Maria Tereza Uille Gomes; o diretor do Patronato Penitenciário de Curitiba, Roberto Canto, idealizador do Projeto Pintando a Liberdade; diretores e alunos de escolas públicas.

O evento contará com a presença de algumas egressas do sistema penitenciário do Paraná que foram convidadas porque já trabalharam em canteiros do Pintando a Liberdade na Penitenciária Feminina, em Piraquara e agora vão confeccionar camisetas, agasalhos, jaquetas e bolsas no Pintando a Cidadania. Além disso, são exemplos claros de que é possível reverter uma etapa obscura em nova condição de vida.

Os kits das escolas municipais e estaduais localizadas em regiões de baixo IDH-Indice de Desenvolvimento Humano, conforme a Secretaria Estadual da Educação, contem bolas de futebol de campo, futsal, handebol, basquete, vólei, jogos de xadrez e dama e bandeiras do Brasil, somando 97 itens cada, avaliados em R$ 294.319,00. Os CENSES, que assistem crianças e adolescentes conforme determinações do Estatuto da Criança e do Adolescente-ECA vão receber kits com 83 itens similares aos das escolas, totalizando R$ 15.864,00. Já as penitenciárias paranaenses ganharão cada uma kits com 10 bolas de futsal, que somam R$ 5.463,00.

CONVÊNIO
Pelo convênio a ser celebrado entre o Ministério do Esporte e a SEJU referente a implantação do Projeto Pintando a Cidadania, serão produzidos 61 mil itens de material para esporte como camisas e camisetas, agasalhos de moletom e de microfibra, jaquetas, bolsas, bolas de futebol de campo, futsal, futsal com guizo (para cegos) e de vôlei.

Para executar os trabalhos serão disponibilizados R$1 milhão 975 mil, sendo R$ 1 milhão 580 mil do Ministério do Esporte e R$ 395 mil de contrapartida do Governo do Estado. O material que o Paraná vai receber é quase equivalente a contrapartida que o Estado estará dispondo para o convenio.

Por opção da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do PR toda a execução do objeto do convênio será fiscalizada pelo Ministério Publico e os trabalhos terão prazo de 12 meses, a partir da assinatura do convênio, para serem concluídos. A produção total será distribuída para comunidades carentes, como forma de fomento ao esporte de base em escolas e projetos sociais executados pelos Estados e Municípios . As unidades de produção serão instaladas em espaço cedido pelo Tribunal de Justiça do Paraná, localizado junto ao Fórum Especial Criminal de São José dos Pinhais e, inicialmente, vai ofertar 100 vagas.

PINTANDO A LIBERDADE E PINTANDO A CIDADANIA
Criado em 1995, na Colônia Penal Agrícola do Paraná-CPA, localizada em Piraquara, pelo psicólogo e atual diretor do Patronato Penitenciário de Curitiba, Roberto Canto, o Projeto Social Pintando a Liberdade promove a ressocialização de internos do Sistema Penitenciário por meio da fabricação de materiais esportivos.

Além da profissionalização, os detentos reduzem um dia da pena para cada três dias trabalhados e recebem salário de acordo com a produção. O Pintando a Cidadania é uma extensão do Pintando a Liberdade, e envolve pessoas em situação de risco social em fábricas de material esportivo. Objetiva a inclusão social de pessoas residentes em comunidades carentes e o ingresso das mesmas no mercado de trabalho. Os rendimentos são divididos conforme a produção.

O material feito nas fábricas dos dois projetos é utilizado pelo Ministério do Esporte para a distribuição em escolas e entidades sociais de todo o país e do exterior.

Desde sua criação o Pintando a Liberdade teve como instrutores em todo o país egressos do sistema penitenciário paranaense. Como reduzia custos, entre outros benefícios, o então ministro do Esporte, Pelé adotou o Projeto na pasta e vários Estados brasileiros começaram a desenvolvê-lo. No governo Lula o Pintando a Liberdade tornou-se internacional sendo implantado por Angola e Moçambique. Agora ele será levado para San Salvador, capital de El Salvador.

MAO DE OBRA E EXEMPLO
Quem vai coordenar o Pintando a Cidadania a ser desenvolvido no Paraná pela primeira vez é o Patronato Penitenciário de Curitiba, ligado a SEJU e responsável pelo atendimento de egressos que cumprem pena em regime aberto, liberdade condicional e penas de medidas alternativas. Hoje existem em Curitiba e Região Metropolitana 1.700 egressos nestas condições.

Destes 103 vão trabalhar no Pintando a Cidadania, sendo que três deles - dois homens e uma mulher – vão atuar como instrutores na confecção de bolas, roupas e bolsas. O diretor do Patronato Penitenciário de Curitiba, Roberto Canto, destaca histórias de dois desses egressos que serão instrutores, considerando a necessidade e a importância de se trabalhar pela inclusão social. “Existem sim grandes chances das pessoas terem outro olhar para a vida a não ser o de delinquir”, afirma Canto.

Um exemplo é o egresso que ficou 26 anos preso em regime fechado no Paraná e já está indultado. Ele foi instrutor no Acre, Pará e Brasília, além de responsável pela orientação aos presidiários de Angola. Atualmente, mora em Alagoas, onde é instrutor do Pintando a Liberdade e agora vai se mudar para Curitiba para trabalhar no Pintando da Cidadania.

Outro caso é o da egressa que aprendeu a costurar na Penitenciária Feminina do Paraná no Pintando a Liberdade e trabalhou como instrutora em Goias e no Espirito Santo. Depois de cumprir o total da pena, voltou para Cuiabá/MT onde reside com a família , começou a estudar Faculdade de Moda e deve concluir o curso nos próximos meses, quando vai se mudar para a capital paranaense para também ser instrutora no projeto.

SERVIÇO:
O que: MINISTÉRIO DO ESPORTE DOA MATERIAL ESPORTIVO AO PR E ANUNCIA IMPLANTAÇÃO DO PROJETO PINTANDO A LIBERDADE/CIDADANIA
Quando: dia 30.08.2011 - terça-feira
Onde: Rua Jacy Loureiro de Campos, s/n – Auditório Mário Lobo – Palácio das Araucárias – Centro Cívico
Contato: Mara Lucia De Carli/Assessoria Imprensa SEJU
Fones: 3221-7210/91270484
Fonte: Agência Estadual de Notícias

Leia mais >>

De olho em 2014, Aécio oficializa apoio ao PSB de BH

Disposto a ampliar seu arco de alianças numa eventual candidatura à Presidência em 2014, o senador tucano Aécio Neves (MG) formalizou, na manhã desta quarta-feira, apoio do PSDB de Minas à reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda. O acordo foi selado num café da manhã com o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos.

O café foi oferecido pela mãe do governador, a deputada Ana Arraes. Além de Campos, Aécio e o próprio Lacerda, o governador de Minas, Antônio Anastasia, participou do encontro, como avalista do apoio à reeleição de Lacerda.

O prefeito de Belo Horizonte tem hoje uma aliança formal com o PT e conta com a adesão informal do PSDB. Na conversa, os tucanos concordaram em reeditar a aliança, abrindo inclusive mão da vice, desde que estejam formalmente aliados a Lacerda.
Presente ao café-da-manhã, o presidente estadual do PSDB, Marcus Pestana, disse que a "informalidade [da eleição passada] foi uma generosidade de Aécio. Mas agora é inadmissível mantê-la".

Segundo ele, Aécio avalia que, para "voltar a ter hegemonia no país, o PT precisa atrair aliados do governo federal". Mas que, apesar da troca de afagos com Campos, uma aliança em 2014 não foi objeto do café.

Essa não é a primeira vez que Aécio faz um aceno a Campos. O senador tem trabalhado pela eleição de Ana Arraes para o TCU (Tribunal de Contas da União). Fonte: Folha Online, reportagem de Catia Seabra

Leia mais >>

sábado, 27 de agosto de 2011

Flávio Arns e secretário Wilson Quinteiro abrem o programa Paraná em Ação em Sarandi

O governador em exercício Flávio Arns abriu nesta sexta-feira (26), em Sarandi, na região Noroeste, a primeira edição do programa Paraná em Ação de 2011. O evento, que acontece no Ginásio de Esportes Tancredo Neves, é um grande mutirão da cidadania, que durante três dias oferece serviços gratuitos de emissão de documentos, atendimento judiciário e extrajudiciário, empreendedorismo, educação e lazer.

“O Paraná em Ação é o governo do Estado e o município concentrando ações e serviços em favor da população”, disse Arns. Ele lembrou que o governo Beto Richa quer todo entrosamento com prefeitos e com a comunidade para pensar e decidir a aplicação das políticas públicas que a população mais precisa.

A abertura oficial do Paraná em Ação, realizado pelo governo do Estado em parceria com a RPCTV e o Poder Judiciário, aconteceu às 10 horas, com a presença do secretário de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, e do prefeito Carlos de Paula, entre outras autoridades locais. Flavio Arns percorreu todos os estandes, cumprimentou os parceiros e conheceu os serviços oferecidos à população.

Além da emissão gratuita de documentos e serviços judiciários e extrajudiciários, a população terá acesso a oficinas voltadas para a sustentabilidade. A previsão é que até domingo sejam feitos 40 mil atendimentos, para um público de aproximadamente 15 mil moradores, de 18 municípios da região.

Segundo o coordenador do programa, Edson Luiz Arantes, além de oferecer serviços gratuitos à população, o objetivo principal do programa é promover a cidadania e a inclusão social. “Queremos que a população tenha acesso às políticas públicas e exerça seus direitos como cidadão”, afirmou.

TRANSFORMAÇÃO – O governador em exercício foi recepcionado com uma apresentação do grupo de capoeira Aliance, dos mestres Junior e Binha. O grupo é de Maringá e trabalha em contraturno escolar, com crianças e adolescentes.
O secretário Wilson Quinteiro disse que o Paraná está vivendo um tempo de transformações. “Tempo de levar grandes programas para os municípios do Paraná, e Sarandi está no rol do governo Beto Richa para receber obras e investimentos”, afirmou.

O prefeito de Sarandi agradeceu a escolha de seu município para sediar a primeira edição do Paraná em Ação deste governo. Segundo ele, o município está passando por uma grande transformação. “Precisamos do governo do Estado para crescer com estrutura e assim melhorar a vida das pessoas”, disse.Fonte: AE Notícias
Claudinei Delgado, Vice-Diretor da PEM; Luciano Brito, Diretor da PEM; esposa e filha de Wilson (pai do Secretário) e Wilson Quinteiro, Secretário da Serc.

Leia mais >>

Semiaberto será entregue em outubro

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) promete para outubro a entrega do Centro de Regime Semiaberto de Maringá. A expectativa era inaugurar o prédio no primeiro trimestre deste ano, mas o prazo foi prorrogado.

Com capacidade para 300 presos, a obra começou a ser executada em 1998 e foi paralisada no fim de 2002 por questões judiciais. No início de 2010, a construção foi retomada. Nessa fase,o investimento é de R$ 4,5 milhões.

O Departamento de Engenharia do Depen diz que os atrasos ocorreram por causa das chuvas. O arquiteto Ilton Lemberg, de Curitiba, diz que não tem a estimativa do custo total da obra, porque é preciso atualizar os valores que foram gastos desde o início da obra. A previsão inicial era de se investir R$ 18,5 milhões com a conclusão do prédio.

As instalações, localizadas próximo à Casa de Custódia, na Gleba Ribeirão Colombo, Estrada Velha para Paiçandu, terão 6,5 mil metros quadrados de área construída. Serão 24 alojamentos com capacidade de dez a doze presos cada um. No regime semiaberto, os detentos saem durante o dia para trabalhar, mas passam a noite na instituição penal.

O diretor assistente do Depen, José Roberto Rodrigues Santos, não informou quantos presos serão encaminhados de imediato, mas o Centro de Maringá vai receber presos até do sistema penal de Londrina.

"O critério para a transferência de quem têm direito ao semiaberto é o de antiguidade ou aqueles que habitem na região próxima da família. Mas a prerrogativa da remoção é da Vara de Execuções Penais (VEP)", diz.

Ele explica que a indicação dos presos, no entanto, é feita pela Central de Vagas do Centro de Observação Criminológica e Triagem do Depen, em Curitiba.

Segundo o diretor da Casa de Custódia de Maringá, Valdecir Glalik Alves, ontem, a instituição abrigava 798 presos, sendo que 99 são do regime semiaberto e serão os primeiros a ocuparem as dependências do Centro em construção. Ele afirma que, na próxima segunda-feira, a Casa vai receber mais detentos que completarão a capacidade do local que é de 900 pessoas. Fonte: O Diário, reportagem de Vanda Munhoz

Leia mais >>

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Governo promove em Sarandi o 1º Paraná em Ação do ano

A cidade de Sarandi, no Noroeste do Estado, se prepara para receber a primeira edição do ano do programa Paraná em Ação, que começa nesta sexta-feira (26) e segue até domingo (28), com programação das 9 às 17 horas. O evento acontece no Ginásio de Esportes Tancredo Neves e atenderá moradores de 18 municípios da região. De acordo com o secretário Especial de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, a previsão é realizar 40 mil atendimentos, para um público de aproximadamente 15 mil pessoas.

O programa, que tem o apoio do Governo do Estado, foi desenvolvido pela Secretaria de Relações com a Comunidade com o objetivo de dar oportunidade do exercício da cidadania plena, principalmente à população menos favorecida. "O Estado vai ao encontro das pessoas, oferecendo uma oportunidade de resgate da cidadania", disse o secretário.

Serviços

A novidade do novo modelo do Paraná em Ação é a parceria com o Poder Judiciário, que se junta aos demais parceiros do programa com o projeto Justiça nos Bairros. Na área de família, o projeto atenderá casos de divórcio consensual e litigioso, reconhecimento e dissolução de união estável, reconhecimento de paternidade e maternidade, guarda e responsabilidade, regulamentação de visitas, alimentação e revisionamento de alimentos. Na área cível, retificação de registro civil, suprimento de idade para casar, lavratura de assento de nascimento tardio e interdição.

Edson Luiz Arantes, que coordena a programação e o trabalho dos parceiros do evento, afirma que essa edição terá muitos serviços à disposição da população. "Além da emissão gratuita de documentos e serviços judiciários e extrajudiciários, a população de Sarandi e região terá acesso a oficinas com base em sustentabilidade", diz. Técnicos da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos ensinarão a montar um aquecedor solar com garrafas pet e embalagens longa vida, e também a confecção de sacolas retornáveis e aventais feitas de banners descartados por empresas.

Para as crianças, uma das atrações será a vendinha do fisco, onde poderão aprender sobre a importância da nota fiscal. As crianças assistirão a um vídeo com personagens de Ziraldo e depois receberão dinheiro de brincadeira para "ir às compras". Ao final, quem voltar com a nota fiscal preenchida corretamente receberá brindes da Receita Estadual.

O Detran também terá atividades educativas para as crianças, orientando sobre regras de comportamento no trânsito e distribuindo bloquinhos de multas para que "fiscalizem" os pais. As "infrações" para os pais serão aplicadas na forma de balas, pirulitos e doces, conforme a gravidade.

Abertura

A abertura oficial do Paraná em Ação está prevista para as 10 horas de sexta-feira, com a presença do governador em exercício Flavio Arns, do secretário Wilson Quinteiro e do prefeito de Sarandi, Carlos de Paula.

Além de Sarandi, serão beneficiados os municípios de Ângulo, Doutor Camargo, Flórida, Floresta, Iguaraçu, Itambé, Ivatuba, Jandaia do Sul, Mandaguari, Mandagauçu, Marialva, Maringá, Munhoz de Melo, Ourizona, Paiçandu, São Jorge do Ivaí e Santa Fé.

Detran

A unidade móvel do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) estará neste primeiro Paraná em Ação e atenderá pessoas que precisam da segunda via do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), segunda via da Carteira Nacional de Habilitação, CNH definitiva e Permissão Internacional para Dirigir (PID). Também será possível consultar débitos, pontuação do condutor e obter informações sobre o IPVA. Fonte: AEN

Leia mais >>

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Amanhã abertura do Paraná em Ação em Sarandi às 10 horas

Amanhã (26) às 10horas na cidade de Sarandi no Ginásio de Esportes Tancredo Neves, na Rua Guiapó, ocorre a solenidade de abertura do 1º Paraná em Ação naquela cidade, o evento vai até domingo e é uma realização da SERC - Secretaria de Relações com a Comunidade em parceria com outras secretarias de estado, outros órgãos e a RPVTV, vai até domingo e oferece gratuitamente uma séria de benefícios e atividades.

Abaixo convite do Secretário Wilson Quinteiro, clique para aumentar.
Maiores informações www.serc.pr.gov.br

Leia mais >>

Profissionais da rede de assistência social debatem políticas sobre drogas

Profissionais se reúnem no III Seminário de Educação para a Paz e Segurança para a Vida e da II Capacitação da Diretoria de Programas Sobre Drogas - Foto: Assessoria de Comunicação/PMM

Para debater políticas públicas no combate e na prevenção do uso de drogas, mais de 300 profissionais que atuam no setor se reúnem nesta quinta (25) e sexta-feira (26) para participar do III Seminário de Educação para a Paz e Segurança para a Vida e da II Capacitação da Diretoria de Programas Sobre Drogas, no Plenário da Câmara Municipal.

No ano passado, 6.756 pessoas foram atendidas na estrutura municipal de tratamento ao consumo abusivo de álcool e drogas. O acompanhamento é feito a pacientes do CapsAD, Hospital Municipal, Hospital Psiquiátrico e em 7 comunidades terapêuticas. Do total de atendimentos registrados, 6.108 são homens e 648 são mulheres. O equivalente a 63%, apresentaram vício em crack e os outros 37% mostraram ter problemas com o consumo excessivo de álcool.

Para articular as ações e consolidar um trabalho de coalisão entre a Prefeitura de Maringá, conselhos e entidades assistenciais, a Sasc organizou as atividades em parceria com a Secretaria de Educação, com apoio de Programa de Prevenção e Tratamento do Dependente Químico – Provent/UEM.

Participaram da abertura do evento, na manhã desta quinta-feira (25), o prefeito Silvio Barros, os secretários de Assistência Social e Cidadania, Ulisses Maia, de Educação, Edith Dias, de Planejamento, Walter Progiante, de Meio Ambiente e de Saneamento, Leopoldo Fiewski, a presidente do Provopar de Maringá, Bernadete Barros, a vereadora Márcia Socreppa, o diretor da Penitenciária Estadual de Maringá (PEM), Luciano Brito, a chefe do Núcleo Regional de Educação, Maria Inês Teixeira Barbosa, o coordenador da Patrulha Escolar, sargento Afonso e o diretor de Defesa Social, Paulo Mantovani.

O prefeito Silvio Barros parabenizou o secretário da pasta, Ulisses Maia, pelo trabalho conjunto que vem sendo desenvolvido no combate ao uso de drogas. “Além do cuidado no tratamento de dependentes químicos, temos uma preocupação muito grande em trabalhar pela prevenção, com ações de orientação e conscientização para evitar que mais pessoas entrem no mundo das drogas. A felicidade é um dos mais poderosos antídotos contra o envolvimento com as drogas. Muitas vezes ficamos combatendo as consequências, mas o essencial é manter estratégias de prevenção”, afirmou, destacando a importância de contar com o elemento espiritual no combate às drogas.

O secretário de Assistência Social e Cidadania, Ulisses Maia, citou dados de uma das comunidades terapêuticas de Maringá para mostrar que está aumentando a incidência de crianças envolvidas com drogas. “Em uma dessas comunidades que atende menores de 19 anos, há registros de que todos os pacientes começaram a ter problemas com drogas antes dos 8 anos de idade. Os números também demonstram um aumento de 110% no consumo de drogas do primeiro quadrimestre do ano passado em comparação com o memso período deste ano. Estamos conscientes desse problema e agindo para combater o uso de drogas. As secretarias municipais estão mobilizadas para um trabalho de coalisão e a Sasc está a frente com a Diretoria de Programas Sobre Drogas para atuar no combate, na prevenção e no tratamento”, ressaltou, contando que o trabalho envolve principalmente as secretarias de Educação, Saúde, Cultura e Esportes, além dos conselhos e das entidades assistenciais.

Segundo o diretor de Programas Sobre Drogas da Sasc, Vanderlei de Almeida Cesar, combater o uso de drogas é uma das prioridades da Prefeitura de Maringá. “Primeiramente agimos constituindo políticas públicas na educação, saúde, ação social, esporte, cultura, lazer, infraestrutura urbana, capacitação e geração de empregos. Outra frente de trabalho se concentra na conscientização e prevenção de jovens adolescentes, crianças e famílias sobre efeito das drogas”, finaliza.

Dando sequência à programação, nesta quinta-feira (25), às 16 horas, está programada uma ação durante a sessão da Câmara Municipal, em que os participantes estão convidados a defender a campanha contra a legalização da maconha, “Maconha Não”. Na sexta-feira (26) o seminário prossegue com palestras da psicóloga Marisa Lobo. Fonte: Agência de Notícias PMM

Leia mais >>

Veja momento em que assaltantes de banco se entregaram em SP

Sete criminosos invadiram, às 16h40 desta quinta-feira (25), uma agência bancária na zona oeste de São Paulo e fizeram vários reféns. Eles se entregaram à Polícia Militar por volta de 17h55. Fonte: BandNews via Uol Notícias

Leia mais >>

Associação Oásis do Amor promove palestra sobre prevenção e enfretamento às drogas com a Drª Marisa Lobo

Ontem (24), às 19h e 30min a Associação Educacional e Assistencial "Oásis do Amor" mantida pela Igreja Assembleia de Deus de Maringá que é presidida pelo pastor Robson Brito, promoveu a palestra "Drogas, um mal que nos atinge" (Prevenção e enfrentamento).

A palestra que ocorreu no templo central da Igreja Assembleia de Deus de Maringá, contou com a participação de cerca de 350 pessoas, a maioria líderes de grupos de apoio mantidos pela Associação, pastores, lideranças de bairros, pais, professores, profissionais de saúde além das autoridades municipais ligadas a área. Parabenizo a todos os participantes e aos líderes da Assembleia de Deus pelo apoio e cooperação.

A palestra foi proferida pela Drª Marisa Lobo, Psicóloga Clínica, Pós graduada em saúde mental, especialista em sexualidade humana, dependência química, cursos de entrevista motivacional, psicossomática, psicodiagnóstico, psicoterapia breve, arte terapia, bibliodrama aconselhamento Pastoral e Teologia.

A Drª Marisa Lobo que ministra cursos e palestras e possui experiência de mais de 15 anos em clinica e dependência química é autora dos livros:

COMO FAZER DE SEU FILHO UMA CRIANÇA FELIZ, pela editora Arte Editorial, com prefácio do Dr. Silmar Coelho.

POR QUE AS PESSOAS MENTEM, pela editora Arte Editorial, Prefácio do Pr. Jabes de Alencar.

PSICOPATAS DA FÉ pela Editora Fôlego, com prefácio do Senador Magno Malta.

A mesa foi composta pelo Secretário Municipal de Assitência Social que representou o Prefeito Silvio Barros II, Dr. Ulisses Maia; Dr Vanderlei de Almeida César, Diretor Antidrogas da SASC; Luciano Brito, Diretor Geral da Associação Oásis do Amor; Pr Elias Estevam, Vice-Presidente da IEADCEMAR; Pr Daniel Ramos, co-pastor da Sede da AD de Maringá; Profª Iclea Cristiane Tafanetto de Brito, coordenadora do Projeto RCRD e Nivaldo Fernandes, Conselheiro Tutelar de Maringá.
Luciano Brito, Marisa Lobo e Vanderlei de Almeida César

Leia mais >>

Deputado do Paraná prende suposto pastor na Câmara

Apresentando-se como pastor evangélico e presidente do Conselho Federal de Teologia, Walter da Silva Filho foi ao Congresso Nacional na terça-feira para sugerir um negócio milionário aos deputados Fernando Francischini (PSDB-PR) e Paulo Freire (PR-SP).

A proposta era que os parlamentares o ajudassem a conseguir novos filiados para o órgão. A cada R$ 200 mil arrecadados com a cobrança de uma anuidade individual de R$ 545 (um salário mínimo), R$ 50 mil ficariam com os dois congressistas.

Silva Filho acabou detido em flagrante pelos crimes de corrupção ativa, falsidade ideológica e uso de documento falso. Recebeu voz de prisão de Francischini, que é delegado licenciado da Polícia Federal. Foi direto para a cadeia do Departamento de Polícia Espe¬¬¬cializada da Polícia Civil do Distrito Federal, na qual permanece.

A apresentação da proposta foi filmada pelos deputados no gabinete de Freire. A prisão encerrou uma história que envolve religião e um golpe que pode ter prejudicado milhares de pessoas. Aos parlamentares, Silva Filho afirmou que já havia conseguido mais de 3 mil filiados, mas que precisava de mais ajuda.

O suposto conselho, entretanto, não existe. Silva Filho é, na verdade, terceiro sargento do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro. A principal intenção era se aproximar de Freire, que é filho do presidente da Assembleia de Deus, pastor José Wellington.

O primeiro contato entre os dois ocorreu em julho, no escritório de Freire na capital paulista. Silva Filho disse que estava coletando apoio para conseguir transformar o conselho em uma autarquia federal. Para parecer mais convincente, apresentou uma pilha de documentos.

“A questão é que ele exagerou na dose”, diz o agente Marcos Mariano, da Polícia Legislativa da Câmara, que participou do desdobramento da prisão do bombeiro. Ele chegou até a inventar um personagem, Alberto S. Silva, que seria ao mesmo tempo “ministro extraordinário” do governo federal, “juiz de direito da União” e “corregedor-general” – cargos que também não existem.

O que mais chamou a atenção de Freire foi um documento com supostas assinatura e impressão digital do procurador-geral da República, Roberto Gurgel. “Tudo parecia muito estranho, ninguém põe digital em um papel desse tipo”, disse o deputado. Foi então que ele decidiu pedir ajuda a Francischini, também parlamentar em primeiro mandato e devoto da Assembleia de Deus.

Francischini enviou o material para a Polícia Federal, que detectou os indícios de falsificação. Na terça-feira, quando o bombeiro voltou a procurar Freire, o deputado paranaense também participou da conversa. “Ele deixou bem claro que os R$ 50 mil oferecidos ficariam para a gente fazer o que quisesse, foi o que motivou a voz de prisão”, afirmou Francischini.

No depoimento à Polícia Legislativa, Silva Filho contou uma história diferente. Disse que propôs a Freire indicar o responsável pelo Conselho Regional de Teologia de São Paulo. Seria esse conselho que ficaria com os 25% e não os deputados.

O bombeiro, no entanto, tropeçou ainda mais nas explicações. Ao contrário dos R$ 200 mil, aos policiais ele falou em R$ 200 milhões.

Golpes e casos de polícia “estranhos” são comuns no Congresso

A Polícia Legislativa da Câmara federal já instaurou 17 inquéritos e participou de quatro prisões em flagrante nas dependências da Casa ao longo de 2011. No primeiro semestre, foram detidos membros de duas quadrilhas diferentes que tentavam clonar cartões em caixas eletrônicos – eles queriam instalar aparelhos conhecidos como “chupa-cabras” nas máquinas. Outro homem foi preso por tentar um golpe com documentos falsificados em uma agência do Banco do Brasil.

A maioria das ocorrências é de pequenos delitos, como furtos, mas há outros casos curiosos como o do suposto pastor Walter da Silva Filho. Dois termos circunstanciados chamam a atenção. Um deles trata de um homem que começou a perseguir uma repórter da TV Câmara.

“Ele começou a mandar uma série de mensagens para ela, inclusive a pedindo em casamento. Como ela não correspondeu, ele mudou o tom e passou a fazer ameaças”, conta o agente Marcos Mariano.

Perseguidora de deputados

Outro caso é de uma mulher do Rio de Janeiro que costuma perseguir deputados fluminenses. “Ela diz que um deputado roubou seus dois filhos enquanto ela ainda estava grávida, uma história bem desequilibrada”, diz o agente.

A Polícia Legislativa da Câmara existe desde os anos 1960 e tem como jurisdição as dependências da Casa e as residências oficiais de parlamentares. O órgão conta com 256 agentes, admitidos por concurso público.

Francischini será relator da ação de cassação de Valdemar Costa Neto

Um dia após efetuar a prisão do suposto pastor na Câmara, o paranaense Fernando Francischini foi escolhido ontem relator do processo contra o também deputado e secretário-geral do PR, Valdemar da Costa Neto. O inquérito foi instalado pelo Conselho de Ética da Casa a pedido do PPS e do PSol, com base nas denúncias de corrupção que envolvem Costa Neto no Ministério dos Transportes. Segundo reportagem da revista Veja, ele seria o responsável por enviar emissários para receber recursos desviados da pasta.

“Acredito que a escolha se deve à minha imagem como policial linha dura”, justificou Francischini. Apesar de fazer oposição ao governo Dilma Rousseff, ele prometeu se pautar pela “isenção”.

Acusado de envolvimento no mensalão, Costa Neto renunciou ao mandato de deputado federal em 2005 para escapar de um processo de cassação. Ele também é um dos 36 réus do processo sobre o caso que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sob relatoria do ministro Joaquim Barbosa. O julgamento do caso deve começar no primeiro semestre de 2012. (AG) Fonte: Jornal Novo Tempo

Leia mais >>

Salvatore Cacciola deixa a prisão sob gritos de 'ladrão'

O ex-dono do banco Marka Salvatore Cacciola, 65, deixou o complexo penitenciário de Bangu (zona Oeste do Rio) por volta das 17h30 desta quinta-feira.

A sua liberação foi anunciada pela Secretaria de Administração do Rio em nota divulgada às 16h30.

Cacciola, que estava de camiseta branca e óculos escuros, deixou o local sem falar com a imprensa e entrou direto em um carro que o esperava.

Um grupo de cerca de 30 pessoas que acompanhou a liberação hostilizou o ex-banqueiro, com gritos de "Ladrão" e "Cadê meu dinheiro?".

Cacciola, condenado em 2005 a 13 anos de prisão por gestão fraudulenta de instituição financeira e peculato, estava preso em Bangu desde 2008.

Ele teve a liberdade condicional concedida pela Vara de Execuções Penais na última terça-feira, mas só foi liberado após 48 horas.

O advogado Manoel de Jesus Soares disse que o ex-banqueiro deverá ir para a sua casa no Rio.

Cacciola foi acusado de se valer de operações ilegais de compra de dólar que resultaram em prejuízo de R$ 1,6 bilhão ao tesouro brasileiro durante a desvalorização do real, no início de 1999.

Por conta disso, Cacciola foi preso provisoriamente, mas em 2000 conseguiu um habeas corpus do ministro do STF Marco Aurélio Mello e viajou para a Itália.

Logo depois, o plenário do Supremo revogou a liminar concedida, determinando uma nova prisão, mas Cacciola não retornou ao Brasil e passou a ser considerado foragido.

Um pedido de extradição do ex-banqueiro foi negado pela Itália, sob o argumento de que ele possui a cidadania italiana.

Depois de ser localizado pela Interpol em Mônaco em setembro de 2007, Cacciola foi preso. Ele foi extraditado ao Brasil em julho do ano seguinte. Desde então, estava no preso no Rio. Fonte: Folha Online, reportagem de Luiza Souto

Leia mais >>

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Meditação: Santidade dentro de quatro paredes

Em minha casa viverei de coração íntegro. (Sl 101.2.)

Na rua é mais fácil. Na igreja ainda mais. O problema é em casa. Na presença dos vizinhos é mais fácil. Na presença da multidão é mais fácil. O problema é na presença da família.

Assim sendo, é notável e corajosa a decisão do salmista: “Em minha casa viverei de coração íntegro” (Sl 101.2).

Em casa e no aconchego da família tudo é reservado. Não é necessário cuidar da aparência, não é necessário colocar o verniz, não é necessário esconder o verdadeiro caráter. Na rua é preciso ser qual sepulcro caiado, bonito por fora e bem cheiroso. Em casa o sepulcro pode ficar aberto e deixar à mostra os ossos, todo tipo de imundícia e o mau cheiro. Sob os holofotes é muito cômodo dar um beijo carinhoso na esposa e apertar carinhosamente o nó da gravata do marido. Na rua somos o que não somos em casa e em casa somos o que não somos na rua. É o problema da dupla personalidade: uma mentirosa e outra verdadeira, uma para se mostrar e outra para se viver. É o problema do prato limpo por fora, mas cheio “de ganância e cobiça” (Mt 23.25).

Antes de ser luz do mundo, o crente tem de ser luz dentro de quatro paredes. O que vale não é o que ele mostra, mas o que ele é. Porque o Senhor não vê a aparência, mas o coração (1 Sm 16.7), então é de todo necessário imitar a decisão do salmista: “Em minha casa viverei de coração íntegro”. Retirado de Refeições Diárias Com o Sabor dos Salmos (Editora Ultimato, 2006)

Leia mais >>

Agnus Dei com Jotta A

É brincadeira, este menino de 12 anos é da Assembleia de Deus de Sorocaba, canta muito, veja sua interpretação de Agnus Dei no programa do RauL Gil.
Talento ele tem, como muitos, tomara que não se perca como tantos outros.

Leia mais >>

Intolerável - Por Marina Silva

Corrupção mata. Entender isso é fundamental para atacar um dos males que mais empatam o desenvolvimento socioeconômico e político do Brasil. Ainda há quem não veja a conexão entre corrupção e violência, mas elas estão intimamente ligadas.

Da mesma forma, devemos entender que a baixa eficiência e o mau funcionamento dos serviços do Estado estão tremendamente relacionados à cultura da corrupção, ao patrimonialismo, à falta de transparência e à baixa capacidade de mobilização social.

A morte da juíza Patrícia Acioli, no Rio, não é apenas um crime brutal. A execução de uma servidora pública correta e rigorosa com os crimes, principalmente os cometidos por agentes públicos, revela a força que as máfias têm no país. E o tamanho que elas adquiriram, graças à corrupção.

Quando a propina chancela e incentiva o desvio de conduta, torna-o cada vez maior. E chega a um ponto em que vê na lei um obstáculo que precisa ser removido, tirando do caminho quem a faz cumprir.

É na má política que se choca o ovo da serpente da violência policial e das relações espúrias entre poder de Estado e delinquência. Quem assistiu aos filmes de José Padilha “Tropa de Elite” e “Tropa de Elite 2″ pode ver como a propina de todo dia fortalece a mão que aperta o gatilho contra os inocentes.

A morte de Patrícia Acioli é uma afronta ao Estado democrático de Direito. Ela não é apenas mais uma vítima. Era alguém que, no desempenho de suas funções, buscava combater a barbárie de grupos que querem controlar a vida de quem mora na periferia e, claro, o próprio Estado.

Matar uma juíza revela enorme convicção da própria impunidade. É uma declaração de guerra às leis, à democracia e à sociedade. Assim como é inaceitável que o Brasil conviva com a execução de uma juíza, também não é mais tolerável convivermos com o nível de corrupção que tem marcado o nosso país.

Vemos, na mídia, como a Índia, país com problemas maiores do que os nossos, desperta vigorosamente para o combate à corrupção. E o que falta para o Brasil? Quanto mais indignada for a resposta da sociedade aos escândalos e aos homicídios de cada dia, maior será o poder de reação contra essas mazelas no âmbito do próprio Estado.

A autoridade pública da menor à maior se sentirá fortalecida e incentivada a agir contra a corrupção, que é, em si, uma forma de violência contra a coletividade.

A faxina, então, deixa de ser rápida, como se faz quando chega uma visita inesperada, e passa a ser permanente, vigorosa, profunda. É desse nível de exigência que precisamos. Se nos acostumarmos a deixar barato, perderemos o controle do que é público, do que é de todos nós. Fonte: Folha de S.Paulo

Leia mais >>

sábado, 20 de agosto de 2011

Projeto “Visão de Liberdade” desenvolvido na Penitenciária Estadual de Maringá ganha prêmio nacional

Professora Maria Ângela Sierra, coordenadora do CAP Maringá recebendo o prêmio Cidadania em Brasília das mãos de José Branisso e José Sampaio de Lacerda Júnior

O Projeto "Visão de Liberdade" desenvolvido na PEM - Penitenciária Estadual de Maringá teve destaque nacional ao ganhar o V Prêmio Cidadania - HEBERT DE SOUZA promovido pela ANABB - Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil.

Através deste projeto que é desenvolvido na PEM em parceria com o CAP-NRE, CONSEG, ROTARY e outras entidades, os presos digitam livros que depois são impressos em braile para que os cegos possam ler, produzem materiais em relevo e maquetes e livros falados, materiais pedagógicos que são distribuídos pelos 119 municípios atendidos pelo CAP de Maringá, para outras regiões do Paraná, Brasil e outros países de língua portuguesa.

O V Prêmio Cidadania é muito concorrido, mais de 130 projetos se inscreveram em duas categorias que premiam os dez melhores, Categoria Liberdade Responsável e Categoria Livre.

Na premiação que aconteceu em Brasília no último dia 11 de agosto, a professora Maria Angela coordenadora do CAP de Maringá e foi como representante do "Comitê Voluntariado pela Liberdade de Maringá" disse "é uma alegria receber este prêmio em reconhecimento ao trabalho que é realizado por muitas pessoas, sem as quais muitos alunos portadores de deficiência visual teriam o seu desenvolvimento comprometido, agradeço a todos".

O prêmio tem como objetivo reconhecer os projetos apoiados por comitês de cidadania ou de instituições que contam com o voluntariado de funcionários do BB da ativa e aposentados.

O Projeto Visão de Liberade ganhou a 4ª colocação na Categoria Liberade Responsável.

No último aniversário do CAP que ocorreu no dia 17 de agosto na Associação da Cocamar o Cel Rodrigues, atual presidente do Conseg e ex-Diretor da PEM e que foi o idealizador do projeto afirmou "todos somos ganhadores, os presos trabalham e se sentem participantes de algo que ajuda outras pessoas e que é valorizado pela comunidade, ganhamos nós que podemos contribuir com algo tão valiosa para as crianças, adolescentes e beneficiados pelo projeto, é um alegria poder ajudar, contem conosco, o Conseg sempre estará ajudando iniciativas como esta".

Já o atual Diretor da PEM, Luciano Marcelo Simões de Brito afirmou "para nós é um privilégio poder servir a rede de apoio aos alunos especiais atendidos pelo CAP,
conseguimos constatar por diversos aspectos inúmeros benefícios a todos os envolvidos: os presos se sentem parte de algo importante e se vem inseridos na comunidade, para a Secretaria de Justiça conseguimos promover a efetiva ressocialização e reinserção social do apenado que é a nossa missão e, os alunos especiais tem ferramentas mais adequadas para o seu aprendizado. Parabenizo a todos as instituições que colaboram com este projeto."
Ricardo, presidente da AMACAP; Luciano Brito, Diretor da PEM; Coronel Antonio Tadeu Rodrigues, Presidente do Conseg, ex-diretor da PEM e idealizador do Projeto Visão de Liberdade, recebendo simbolicamente o busto do sociólogo Hebert de Souza -Prêmio Cidadania da ANABB


Clique aqui e saiba mais sobre o prêmio

Leia mais >>

Convite - Palestra "Drogas, um mal que nos atinge" (Prevenção e enfrentamento)

Prezados leitores, convido a todos para a

Palestra "Drogas, um mal que nos atinge" (Prevenção e enfrentamento), que ocorrerá nesta quarta-feira (24) às 19 horas e 30 minutos, no templo central da Igreja Assembleia de Deus de Maringá, numa promoção da Associação Educacional e Assistencial "Oásis do Amor". A palestra será proferida pela Drª Marisa Lobo, Psicóloga, especialista em Dependência Química, palestrante em cursos de formação por todo o Brasil e exterior, autora de vários livros, abixo um pouco mais sobre a palestrante.

A palestra é aberta a toda comunidade e é gratuita, venha e traga os seus amigos.

Público alvo: pastores, líderes comunitários, pais, estudantes de teologia e cursos da área da sáude, teólogos, psicólogos, assistentes sociais, médicos, professores e a todos que de alguma forma desejam entender um pouco mais sobre as drogas, a prevenção aos uso e o tratamento.

A PALESTRANTE
Marisa Lobo é uma Psicóloga Clínica, formada em 1996, pela universidade Tuiuti do Paraná. Pós graduada em saúde mental, especialista em sexualidade humana, dependência química, cursos de entrevista motivacional, psicossomática, psicodiagnóstico, psicoterapia breve, arte terapia, bibliodrama aconselhamento Pastoral e Teologia.

Estagiou, a convite do Governo dos Estados Unidos, na Mont Sinai Hospital, em New York, na Divisão Internacional de Atenção Primária a Saúde. Ministra cursos e palestras e possui experiência de mais de 13 anos em clinica e dependência química.

Realizou estudos sobre depressão infantil, violência e abuso sexual na infância, depressão, síndrome da adolescência e todos os tipos de compulsão, vícios e suas conseqüências

Marisa Lobo e seu esposo Jofran freqüentam a Igreja Batista do Bacacheri de Curitiba.

Ela é idealizadora e coordena o curso de Dependência Química: Tratamento, diagnóstico e prevenção – Restituição sem internação, que está sendo realizado este ano de 2011 no seminário Rogate de Curitiba, em parceria com o Delegado Federal hoje Deputado Federal Fernando Francischini promove palestras e treinamentos de prevenção para professores, igrejas e comunidades (bullyng, violência, abuso sexual infantil, drogas).

É casada com Jofran Rodrigo Ferreira Alves, e têm dois filhos, Araré Neto e Anna Carolina.

Livros já Publicados:

COMO FAZER DE SEU FILHO UMA CRIANÇA FELIZ, pela editora Arte Editorial, com prefácio do Dr. Silmar Coelho.

POR QUE AS PESSOAS MENTEM, pela editora Arte Editorial, Prefácio do Pr. Jabes de Alencar.

PSICOPATAS DA FÉ pela Editora Fôlego, com prefácio do Senador Magno Malta.

Atualmente está em fase final dos seguintes livros

"ENTREVISTA MOTIVACIONAL UMA ABORDAGEM CRISTÃ."

"PERDOAR PORQUE SE EU SOU A AFENDIDA" -

"AUTO SUGESTÃO DIVINA"

"MECANISMO DE DEFESA DA IGREJA CRISTÃ"

Leia mais >>

Oração antes de aulas leva pais a travarem 'guerra santa´

Uma "guerra santa" foi travada entre os pais das 180 crianças de 4 e 5 anos que estudam no Jardim de Infância da 404 Norte, na região central de Brasília. Uma oração feita pelos alunos diariamente, antes do início das aulas, é o principal motivo da discórdia. De um lado está um grupo de pais que pede a exclusão de referências religiosas das atividades escolares. Do outro, os que apoiam o ritual diário e consideram que a direção da escola está sendo perseguida.

A discussão teve início quando uma denúncia sobre o assunto foi encaminhada à Ouvidoria da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Todos os dias antes das aulas os alunos se reúnem no pátio da escola para o momento chamado de acolhida. Nessa hora, são estimulados a fazer uma "oração espontânea", como define a diretora Rosimara Albuquerque. A cada dia, crianças de uma turma ficam responsáveis por fazer os agradecimentos a Deus ou ao "Papai do Céu". "Pode agradecer pelo parquinho, pelos colegas. Mas houve um questionamento por parte dos pais para que fosse um momento de acolhida um pouco mais amplo já que algumas famílias não comungam dessa religião, que seria basicamente cristã", conta Rosimara, que está à frente da escola há seis anos.

Para a radialista Eliane Carvalho, integrante da Associação de Pais e Mestres do colégio, a escola está ultrapassando os limites permitidos pela legislação. Ela e outros pais que protestam contra essas atividades se apoiam no princípio constitucional da laicidade para pedir que práticas de cunho religioso fiquem de fora do ambiente escolar. Além do momento da acolhida, ela conta que notou outros sinais de violação, a partir de informações que o filho de 4 anos levava para casa.

"Não posso dizer que existem dentro da sala de aula práticas religiosas. Mas meu filho não aprendeu em casa a orar em nome de Jesus. Um dia ele me disse que o telefone para falar com Jesus era dobrar o joelho no chão", relata Eliane.

Em resposta à denúncia, um grupo maior de pais organizou um abaixo-assinado a favor da escola e da oração no início das aulas. Alguns alegam que a diretora está sendo perseguida por ser católica e atuante em grupos religiosos. "A forma como eles [professores e direção] estão atuando não é nada abusiva ou direcionada a uma crença específica. Eles colocam a palavra de Deus, como entidade superior, e agradecem à família. São só coisas boas, frutos bons. Quem está incomodado é uma minoria", defende Thiago Meirelles, que é católico e pai de um aluno.

Para Carolina Castro, mãe de outro estudante, a intenção da escola é positiva e busca a socialização. "Não acho que eles estejam tratando de religião em si, mas passando uma noção de agradecimento do que é precioso na vida. Não acho que isso seja ensino religioso", diz.

Eliane Carvalho lamenta que a discussão tenha ficado polarizada. "Não é uma discussão pessoal, mas de currículo. O grupo que fez o abaixo-assinado passou a nos ver como perseguidores de cristãos, hoje somos vistos como pessoas absurdas que não querem a palavra de Deus na escola. Todos têm o direito de fazer suas orações, mas eu questiono o fato de a escola aceitar uma prática que, para mim, se configura em arrebanhar fiéis", diz.

O momento da acolhida é feito há 40 anos, desde que a escola foi fundada, e é comum também em outros colégios da rede. Na última semana a reza foi substituída por cantigas de roda e outras atividades. "Aí, sim, parecia uma escola, antes parecia uma igreja. Como pai que tem a obrigação de dar uma orientação religiosa à filha, não posso permitir que haja divergência. O mais triste é que, apesar de essas pessoas dizerem que estão pregando o amor e o respeito, elas não têm respeito nenhum pela minha liberdade de que não haja essa interferência [religiosa]", diz Mafá Nogueira, pai de uma aluna.

Para resolver o problema, a escola vai convocar reuniões com pais, professores, funcionários e representantes da Secretaria de Educação. "Vamos discutir como a gente pode abordar a pluralidade e a diversidade sem agredir ninguém e que todos possam sair satisfeitos. Mas essa polêmica é salutar porque, na medida em que a gente ouve questionamentos de pais que pensam diferente, isso é saudável para o crescimento. Podemos adotar uma postura diferente, estruturada no que a comunidade pensa", avalia a diretora Rosimara, que usava no pescoço um cordão com um crucifixo enquanto conversava com a reportagem da Agência Brasil.

A Secretaria de Educação do Distrito Federal informou que desconhece problemas semelhantes em outras escolas da rede e reiterou que orienta as unidades a seguir a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que veda qualquer prática proselitista no ambiente escolar. Fonte: Bonde News

Leia mais >>

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

CAP de Maringá comemora 10 anos

No dia de ontem (17) na Associação da COCAMAR em Maringá ocorreu uma cerimônia de celebração pelos 10 anos do CAP de Maringá. O CAP de Maringá é um departamento do NRE - Núcleo Regional de Educação que ajuda os alunos da rede pública de ensino portadores de deficiência visual e que atende 119 municípios da região de Maringá.

O CAP Maringá que atualmente é coordenado pela professora Maria Angela tem contribuido para o desenvolvimento educacional dos portadores de deficiência visual, atua principalmente na formação de professores e na produção de materiais pedagógicos específicos para os alunos cegos da rede pública estadual e municipal de ensino.


















A cerimônia contou com a presença de cerca de 300 pessoas e de diversas autoridades, entre elas a Chefe do Núcleo de Educação de Maringá, professora Maria Ines Teixeira Barbosa; Diretora do Instituto Estadual e Educação de Maringá, professora Neide; Rodrigo Valente, Chefe do Gabinete da Prefeitura de Maringá; Ulisses Maia, Secretário Municipal de Assistência Social; Cel Antonio Tadeu Rodrigues, Presidente do Conselho de Segurança Comunitário de Maringá; Luciano Marcelo Simões de Brito, Diretor da Penitenciária Estadual de Maringá; Ricardo e Toninho, presidente e vice-presidente da AMACAP - Associação dos Pais e Mães do CAP de Maringá e comunidade em geral.

Leia mais >>

Série de ataques mata pelo menos 14 no sul de Israel

Lior Grundman/ReutersÔnibus foi um dos veículos atacados Ônibus foi um dos veículos atacados

Dois ônibus e vários carros foram atingidos no sul do país. Mais de dez pessoas ficaram feridas

Uma série de ataques coordenados contra dois ônibus e vários carros no sul de Israel matou pelo menos 14 pessoas nesta quinta-feira, informou um porta-voz do serviço de emergências do país, Eli Bin. Em entrevista à rádio pública, Bin disse que quatro dos mortos estavam em um carro particular. Não estava claro onde as outras vítimas morreram. Segundo funcionários israelenses, mais de 10 pessoas ficaram feridas nas ações.

O ministro da Defesa, Ehud Barak, acusou a Faixa de Gaza de estar por trás dos ataques coordenados e afirmou que Israel reagirá. "A fonte dos incidentes terroristas é Gaza e nós vamos agir contra eles com toda nossa força e determinação", afirmou Barak em comunicado, aparentemente referindo-se a militantes na faixa costeira. Gaza é controlada pelo grupo islâmico Hamas.

Todos os cinco mortos foram vítimas de uma série de ataques com tiros e bombas lançados contra veículos no deserto de Arava, no sul do país, perto de Eilat. Mais cedo, os militares israelenses informaram sobre pelo menos três ataques consecutivos na área, próxima da fronteira com o Egito.

Os ataques desta quinta-feira tiveram como alvos um ônibus de passageiros, um carro particular e um grupo de soldados, segundo o Exército. Um porta-voz militar, o brigadeiro Yoav Mordechai, disse que as forças de segurança perseguiram alguns dos agressores e trocaram tiros com eles. Segundo o porta-voz, os autores dos ataques usaram armas pesadas, possivelmente morteiros ou armas antitanques, além de explosivos. Fonte: Reuters com informações da Associated Press e da Dow Jones.

Leia mais >>

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Programa anticrack é ameaçado com cortes

Promessa de campanha de Dilma, área deve ter verba reduzida pela metade

Previsão de orçamento federal até 2015 para secretaria antidrogas caiu de R$ 400 milhões para R$ 200 milhões

Um corte pela metade das verbas previstas para a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) ameaça o programa de combate ao crack do governo federal, uma das prioridades do governo Dilma Rousseff e tema da campanha eleitoral. O alerta foi dado pela própria titular da pasta, Paulina Duarte, durante audiência pública no Congresso. Ela alertou que a diminuição da verba coloca em risco os programas de prevenção e tratamento.

A previsão era de que a secretaria deveria receber, até 2015, R$ 100 milhões por ano para alcançar as metas, ou R$ 400 milhões no total. A tendência, no entanto, é que a fatia prevista no Plano Plurianual para a Senad seja de R$ 200 milhões no período, segundo o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), da Comissão Especial de Políticas Públicas de Combate às Drogas, presente na audiência. O Plano Plurianual será apresentado no Congresso pelo governo até fim de agosto.

No encontro no Congresso, Paulina avisou: sem recursos, a secretaria não terá como cumprir compromissos apresentados ano passado, durante a gestão de Luiz Inácio Lula da Silva.

Reação. A notícia de ameaça aos R$ 400 milhões para a área provocou uma rápida resposta entre integrantes do Conselho Federal de Medicina (CFM). "Isso demonstra uma incoerência com compromissos assumidos durante a campanha. Como justificar um corte tão significativo para uma área dita prioritária?", questionou o vice-presidente do CFM, Carlos Vital Lima.

Lima lembrou que o tratamento dos dependentes tem de ser feito de forma sistematizada, por uma rede integrada de assistência. "Pacientes não podem esperar", ressaltou.

O deputado Reginaldo Lopes ouviu de Paulina que a redução colocaria em risco a instalação de parte dos 65 centros regionais sob a coordenação de instituição de ensino superior para capacitação de profissionais de saúde e para realização de pesquisas. "É uma espécie de centro de inteligência, onde vários estudos sobre o assunto seriam realizados", explicou.

No entanto, Lopes disse acreditar que cortes para ações contra crack não serão generalizados. "Atualmente, verbas para medidas de combate e prevenção da droga estão pulverizadas em várias áreas do governo. Temos recursos no Ministério da Saúde, no MEC (Ministério da Educação). Não significa que toda a verba do crack será reduzida pela metade", ponderou.

Demanda. Integrante da Comissão de Assuntos Sociais do CFM, o médico Ricardo Paiva diz que hoje há um déficit de 7,5 mil leitos para atendimento de pacientes dependentes do crack que estão em fase de desintoxicação. "Existem atualmente 2,5 mil. E o próprio Ministério da Saúde afirma ser necessário 10 mil", contou Paiva.

A oferta de centros de Atendimento Psicossocial (Caps) também está muito aquém do necessário. "O ideal seria ter um Caps para cada 70 mil habitantes. Claro que esse número está longe de ser alcançado." Para Paiva, a redução de recursos sinaliza uma tendência preocupante. "É preciso colocar todo o discurso em prática, transformar em ações aquilo que foi anunciado com tanta animação." Fonte: O Estado de S.Paulo, reportagem de Lígia Formenti

Leia mais >>

Presidente estadual do PSB lança Ducci como candidato à prefeitura de Curitiba

Severino Nunes de Araújo fez anúncio e disse que partido vencerá a disputa ainda no primeiro turno. Luciano Ducci lembrou que ainda há trabalho para fazer

Um evento do Partido Socialista Brasileiro (PSB), realizado nesta quarta-feira (17) em Curitiba, serviu para fazer um lançamento, ainda que não oficial, da candidatura de Luciano Ducci para a prefeitura da capital em 2012. O encontro ainda contou com a participação do presidente nacional do partido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do presidente estadual, Severino Nunes de Araújo, e representantes de partidos aliados ao atual prefeito de Curitiba.

Foi Araújo quem, pela primeira vez, pediu abertamente voto para Ducci e disse que ele era o candidato do partido. “Quero anunciar aqui o nome do Luciano Ducci como candidato à prefeitura de Curitiba. Vamos ganhar no primeiro turno”, afirmou. Mesmo com o anúncio feito pelo presidente do partido, Ducci desconversou. “Fico feliz com a lembrança em relação à eleição de 2012, mas todos me conhecem bem e ainda temos que trabalhar bem neste ano”, diz o atual prefeito.

O presidente nacional do partido, Eduardo Campos, também fez um discurso, em que falou das conquistas de Curitiba e da parceria com o governador Beto Richa (PSDB) com pouco entusiasmo. Sobre a candidatura de Ducci, Campos afirmou que “esta conclamação já está feita desde muito [tempo]”. Perguntado se a visita dele a Curitiba tinha como objetivo fazer a mobilização em torno de Ducci, Campos disse que o prefeito é o principal nome do partido na capital paranaense.

Araújo ainda lançou vários nomes de afiliados ao partido como candidatos a prefeito. Para São José dos Pinhais, o candidato é o deputado federal Leopoldo Meyer. O deputado estadual Reni Pereira deve concorrer para a prefeitura de Foz do Iguaçu. Ainda foram citados Wilson Quinteiro, para a prefeitura de Maringá, e Carlos Andrade, que disputaria a eleição em Campo Largo. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Fernanda Trisotto e Heliberton Cesca

Leia mais >>

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Setenta presos da PEM estão tendo oportunidade de trabalho em Maringá


Reportagem veiculada no dia 01 de agosto de 2011, Programa Balanço Geral da Rede Record apresentado pelo Léo Júnior. Reportagem da Taís Santa e produção da Vanessa Bellei. Esse e outros vídeos disponíveis no canal do Léo no www.youtube.com

Leia mais >>

Richa anuncia contratação de 10 mil policiais e mais verba para segurança

Medidas fazem parte de programa que pretende ampliar os recursos destinados à segurança pública, aumentar o policiamento nas ruas e melhorar o atendimento à população

O governo do Paraná anunciou a contratação de dez mil policiais e o aumento do orçamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) na manhã desta terça-feira (16), quando foi lançado o programa Paraná Seguro. O objetivo é ampliar os recursos destinados à segurança pública, aumentar o policiamento nas ruas e melhorar o atendimento à população. A cerimônia contou com a participação do governador Beto Richa (PSDB) e do secretário de segurança pública, Reinaldo de Almeida César. O dinheiro para as ações virá do Tesouro do Estado, União, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES).

Dos dez mil policiais que serão contratados, oito mil vão integrar o quadro da Polícia Militar (PM) e dois mil irão para a Polícia Civil. De imediato, o governo pretende convocar os dois mil candidatos aprovados para o concurso da PM realizado em 2009. Destes, 500 devem formar o Batalhão de Fronteira, que ficará responsável por fiscalizara região fronteiriça do estado. Também serão contratos 670 aprovados para o cargo de investigador, no último concurso da Polícia Civil. Ainda será aberto um concurso público para o preenchimento de 40 vagas de delegados. Com isso, todas as comarcas do Paraná terão um delegado responsável.

O orçamento da Sesp, que é de R$ 1,5 bilhão, receberá um reforço de R$ 500 milhões, valor que poderá dobrar até 2014. O governo também quer propor a criação do Fundo Estadual de Segurança Pública, que seria usado para financiar ações de segurança.

Além disso, o governo anunciou o reequipamento das polícias Militar e Civil e dos institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML), além da implantação da delegacia eletrônica em setembro, que vai possibilitar a comunicação de boletins de ocorrência online, o chamado BO eletrônico.

Programa

Até 2014, a promessa do governo é que sejam contratados, por meio de concurso público, mais seis mil policiais militares, 360 delegados, 600 escrivães, 530 investigadores para a polícia civil e 300 papiloscopistas para o Instituto de Identificação. Os cargos vagos no IC e IML.

O programa ainda estabelece a criação de 400 módulos policiais móveis, que são formados por um trailer, duas motos e uma viatura da PM. Está prevista a construção de 95 delegacias no Paraná, além da instalação de cinco bases de helicóptero para ações de socorro, resgate, polícia e fiscalização. Também devem ser adquiridas 3,2 mil viaturas, que irão para a PM e IML.

O IML também será alvo de ações do programa. Novas sedes devem ser construídas em todo o estado, começando por Curitiba, Maringá e Londrina. Na capital, está sendo feita uma licitação para a construção de uma nova sede no bairro Vila Isabel. Em Maringá, a licitação está em andamento e em Londrina, a previsão é de que as obras iniciem em janeiro de 2012.

Cadeias


A gestão de cadeias públicas vai passar da Sesp para a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju), que ficará responsável por aumentar o número de vagas nas unidades. As primeiras cadeias a mudarem de coordenação são a Laudemir Neves, em Foz do Iguaçu, e a Hildebrando de Souza, em Ponta Grossa. Com essa mudança, os policias que tomam conta das unidades serão direcionados para a atividade de investigação.

O governo pretende contratar, provisoriamente, 150 advogados para a Defensoria Pública, que foi criada em maio deste ano. Esses profissionais deverão revisar os 30 mil processos de presos condenados e provisórios que estão em delegacias e penitenciárias do estado.

Nas ruas

Para aumentar o policiamento nas ruas, o governo pretende permitir que os jovens egressos do serviço militar sejam admitidos para o serviço administrativo da PM, o que é estabelecido pela Lei 10.029/2000, conhecida como Lei Fraga. O documento prevê a contratação de jovens entre 18 e 23 anos para o trabalho administrativo, liberando assim os policiais para as ruas.

Além disso, vai mandar mensagens para a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) para aumentar o número de policiais civis e criar o fundo estadual de segurança pública. A criação dos Conselhos Comunitários de Segurança (Conseg) também será desburocratizada, para ampliar a participação da população das decisões de segurança. Fonte: Gazeta do Povo

Leia mais >>

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Reflexão

Uma das maiores dificuldades do ser humano é ter a certeza sobre o que fazer, em que direção seguir.

A um ditado que diz "nenhum vento ajudará a nenhum barco que não sabe para qual porto quer atracar", uma verdade inconteste.

O salmista sabia do perigo de ficar confundido e manifestou a sua ansiedade em ser guardado, ele declara e nos ensina que essa proteção só encontraremos no refúgio verdadeiro que há no Senhor e na sua palavra.

"Guarda a minha alma, e livra-me; não me deixes confundido, porquanto confio em ti. Salmos 25:20"

Leia mais >>

Falta da falta - Por Marina Silva

O sistema financeiro mundial parece ter descoberto algo que Caetano Veloso já cantava há muitos anos: alguma coisa está fora da ordem.

O Congresso chegou a um acordo temporário para evitar o calote dos EUA, mas a percepção de que “algo se quebrou” já havia se instalado.

O rebaixamento da nota de títulos americanos por uma agência de risco agravou o problema, pois os títulos dos EUA sempre foram o porto seguro para os mercados e para os Estados nacionais. Mas, antes do rebaixamento, já tínhamos quatro dias de desabamento das Bolsas mundiais.

Qual o caminho para a superação desse aparente caos?

Bem, talvez eu não seja a melhor pessoa para apontar soluções, mas parece que, nesse momento, ninguém tem uma resposta boa o suficiente.

Temos a sensação de que as soluções encontradas para a crise de 2008 só empurraram os problemas para a frente. Os trilhões de dólares despejados para salvar os bancos foram outra medida momentânea, talvez a mais fácil para se evitar uma questão politicamente muito difícil: quem vai pagar a conta. E o filme se repete.

A Europa reage fortemente à situação atual. A ajuda trilionária concedida em 2008 piorou o endividamento público, o desemprego (porque os recursos serviram mais à especulação do que ao investimento) e gerou pressão para a redução do Orçamento, no momento em que os programas sociais são mais necessários.

Nos EUA, a pressão vem do “outro lado”, de setores que têm força política e não estão dispostos a usá-la para uma mediação. Ao contrário, preferem o confronto, o impasse.

Todos ficamos assustados com o nível de radicalismo ideológico de uma parcela minoritária e significativa da sociedade americana.

Quando a maior democracia do mundo quase coloca o país numa situação de insolvência por disputas políticas irracionais, com repercussões graves para o resto mundo… alguma coisa está fora da ordem. E não é só na economia.

Muitos analistas avaliam que podemos chegar a uma situação parecida com a da crise de 1929. Pode ser pior.

Hoje, o mundo parece estar padecendo não do problema da falta de recursos para resolver a crise financeira que usurpa e sabota o futuro das economias. Como alguém já disse, nosso maior padecimento é o mal do excesso de ambição, de consumo, de poder e de pressão pelo sucesso.

Como tão bem retratou Charles Ferguson no filme “Trabalho Interno”, ganhador do Oscar de melhor documentário deste ano, o grande problema é o da “falta da falta”, sobretudo de sentido público e de vergonha por não mais se usar a ética como guia para referenciar escolhas e ações.

Se algo está realmente fora da ordem, é a falta de valores.

A crise na economia é apenas uma das consequências. Fonte: Folha de S.Paulo

Leia mais >>

Assembleia de Deus em Mato Grosso prepara filiação em massa no Partido Social Cristão

Um movimento articulado por lideranças da Igreja Assembleia de Deus, em Mato Grosso, prepara uma filiação em massa, até o final de setembro, para fortalecer o Partido Social Cristão (PSC), com vistas às eleições de 2012 e 2014.

A estratégia é montar, inicialmente, o partido com média de 60 mil filiados neste ano e, futuramente, fazer frente ao poder político da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, que tem infiltração no PRB e é liderado nacionalmente pelo senador Marcelo Crivella, do Rio de Janeiro.

Com a filiação de políticos de peso, é aguardada a adesão de muitos voluntários, em especial, freqüentadores do Grande Templo de Cuiabá, localizado na Avenida do CPA.

Conforme Midianews apurou, toda a articulação é liderada pelo suplente de deputado federal Victorio Galli, atualmente no PMDB, com apoio do deputado estadual Sebastião Rezende (PR).

Ambos têm base eleitoral em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), terceiro colégio eleitoral de Mato Grosso, e o republicano é a principal liderança da Igreja Assembleia de Deus, com cargo de representação popular.

A filiação de evangélicos do PSC também é liderada por Manoel Abílio Mourmer Ribeiro, filho do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, vice-presidente nacional da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

“Toda essa articulação vai gerar uma grande novidade no cenário político. A ideia é agregar seguidores da Assembleia de Deus, mas outros evangélicos não estão impedidos de somar ao projeto. Seremos um partido pautado no valor cristão, buscando valorizar o próximo apostando na melhoria da qualidade de vida do cidadão”, informou uma fonte, que, por enquanto, prefere ficar no anonimato.

Nomes conhecidos

Para alcançar sucesso nas urnas, já é considerada certa a filiação da ex-vice-prefeita de Cuiabá, Jacy Proença, do ex-comandante geral da Polícia Militar, Orestes Oliveira, e do segundo suplente do PT na Câmara de Cuiabá, Oséas Machado de Oliveira.

Embora o petista seja integrante da Igreja Batista, é forte a chance de ele migrar para o PSC. Ele obteve 2.743 votos na eleição municipal de 2008.

O movimento religioso deve provocar baixa em diversos partidos políticos. Isso porque o empresário Valdinei Iori, que concorreu na última eleição a deputado federal pelo PSDB, já é dado como certo no PSC.

O mesmo ocorre com o pastor José Marcos, que é filiado ao DEM, o suplente de vereador Célio Bispo (PV) e Marcrean dos Santos, filiado ao PRTB e presidente do bairro Pedregal, em Cuiabá, por mais de 10 anos.

Até 2014, o grupo ainda trabalha com a possibilidade de inclusão do vereador por Cuiabá, Misael Galvão (PR), que obteve 3.069 votos na eleição de 2008 e assumiu uma vaga na Câmara, em função da nomeação de Francisco Vuolo (PR) para o secretariado do governador Silval Barbosa (PMDB).

Projetos

A ideia dos evangélicos é também assegurar participação em candidaturas majoritárias. O presidente do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), engenheiro civil Tarciso Bassan, é cotado para concorrer à Prefeitura de Várzea Grande pelo PSC.

Porém, filiados do partido não descartam a possibilidade de lançá-lo candidato a vice-prefeito, numa chapa encabeçada pelo prefeito em exercício do município, Sebastião dos Reis Gonçalves, o Tião da Zaeli, que deixou o PR e vai para o PSD.

Outro lado

O suplente de deputado federal Victorio Galli não atendeu aos telefonemas da reportagem.

A ligação para o celular do deputado estadual Sebastião Rezende foi atendido pela sua esposa, que informou ter o parlamentar viajado e só retornará na segunda-feira (15).Fonte: MidiaNews

Leia mais >>

Ducci e Eduardo Campos inauguram creche Miguel Arraes

O prefeito Luciano Ducci e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, inauguram nesta quarta, às 11h, a creche Miguel Arraes, na CIC. A creche leva o nome do avô de Campos, que foi presidente nacional do PSB, deputado federal, prefeito de Recife, 3 vezes governador do Pernambuco e uma das principais lideranças políticas do Brasil. Eduardo Campos, que já foi ministro de Ciência e Tecnologia, é o presidente nacional do PSB, partido de Luciano Ducci. No ano passado, Campos foi reeleito governador de Pernambuco, com 82,83% dos votos válidos. Fonte: Blog Fabio Campana

Leia mais >>

O Conselho Comunitário de Segurança do bairro Água Verde de Curitiba prestará homenagem póstuma à juíza

O Conselho Comunitário de Segurança do bairro Água Verde prestará homenagem póstuma à juíza assassinada no Rio de Janeiro,Patrícia Lourival Acioli.

A homenagem será feita na próxima reunião do Conselho de Segurança e incluirá a publicação do cartaz acima em diversos jornais de bairros de Curitiba.

Leia mais >>

domingo, 14 de agosto de 2011

Como ser um fracasso como pai - Por Carlos Calito

O exemplo da família de Davi nos ajuda a avaliarmos quais elementos podem ser evitados dentro de nossos lares a fim de que não venhamos a experimentar tragédias como as que aconteceram na casa do mais famoso rei de Israel. Mesmo sendo um homem segundo o coração de Deus, isso não garantiu a Davi o sucesso como um bom pai de família. Ele era um homem espiritual, temente a Deus, compôs lindas canções de louvor, mas faltaram-lhe alguns quesitos para ter uma família harmoniosa e saudável.

Quais foram os ingredientes da composição desastrosa dentro do lar de Davi e quais são as coisas que você pode fazer para provocar a ruína de seu núcleo familiar? Caso você já esteja praticando alguma destas coisas, acenda o sinal amarelo e busque agentes corretivospara evitar a mesma experiência de Davi no final do episódio com Absalão – sair chorando e lamentando-se pelos corredores do palácio a perda do filho amado.

Em primeiro lugar, para ser um fracasso como pai, gaste tempo demasiado procurando sua realização profissional. Davi tinha um reino para administrar e muitas batalhas para realizar. Isso fez com que ele não tivesse tempo para dedicar-se aos filhos. Muitos pais acreditam que a prioridade em suas vidas é estabelecer-se profissionalmente para poder ter rendimentos suficientes e prover ‘conforto’ para o futuro dos filhos. Assim, dedicam muitas horas ao trabalho e acabam tendo pouca disponibilidade para os filhos.

No afã de buscarem uma provisão para o futuro, esquecem o presente. Na ilusão de deixar muitos bens para os filhos desfrutarem, não lhes oferecem o bem maior que é a sua presença e afeto diários.

Para ter uma família como a de Davi, como todo bom ‘rei’, use TODO o seu tempo livre para investir em você, afinal, como é afirmado em todo o tempo na mídia: você merece! Primeiro gaste seu tempo se atualizando. Hoje em dia uma pessoa desinformada é um cidadão de segunda categoria. Jamais deixe de assistir um noticiário na televisão, assim você será um sujeito que jamais ficará de fora de qualquer assunto em uma roda de conversas, exceto quando a conversa for com o filho. Sem assuntos em comum, com certeza o abismo relacional entre vocêsse ampliará rapidamente.

E não deixe passar nenhuma oportunidade de fazer cursos e de ficar horas no computador visitando páginas que contém informações preciosas para seu crescimento profissional – mesmo à custa de só estar com os filhos nos domingos. Com certeza alguém dirá a você: mas um domingo todo já não é o suficiente?

Também é perfeitamente compreensível que, tendo aulas de idiomas, academias, cursos de especialização e ainda todas as tarefas de seu trabalho diário, no domingo você queira descansar de toda esta semana tão intensa, afinal ninguém é de ferro. Enfim, se você ficar irritado com os filhos correndo pela casa e fazendo barulho e pedindo o tempo todo para você brincar com eles, essa irritação é compreensível, pois é resultado de seu cansaço. Nunca esqueça que a intenção última de todo esse cansaço é ser bem sucedido para proporcionar o ‘melhor’ para a família. Então, nestes momentos de irritabilidade, o melhor a se fazer é dizer para a esposa ir passear com as crianças no shopping. Se eles forem adolescentes, melhor: podem ir sozinhos ou com os amigos. Você então terá seu merecido tempo para o descanso diante da tela do computador ou assistindo ao jogo de seu time preferido. O seu merecido descanso ajuda a pagar os modelos errados pregados na mídia que um dia seu filho poderá querer imitar – afinal, ele não vai querer imitar um pai que trabalha muito, tem pouco dinheiro (se comparado a estes ‘ídolos’), que está sempre cansado e nunca tem disposição de fazer nada com os filhos.

Não se preocupe em ajudar seus filhos a desenvolverem boas amizades. Deixe isso por conta e risco dele. Se eles se envolverem com maus conselheiros, paciência, pois terão que arcar com as conseqüências. E a melhor forma de você fazer isso é você mesmo não ter amigos. Procure viver uma vida isolada socialmente, afinal, os outros só atrapalham mesmo. Se você tiver uma boa rede social, especialmente com amigos de caráter, que tenham valores de vida muito similares aos seus e também tiverem filhos na mesma idade, provavelmente seus filhos irão desenvolver amizades com os filhos de seus amigos e conviverão com pessoas e famílias que tem bons valores de vida, não se metendo facilmente em encrencas ‘por influência dos amigos’.

Jamais reprima os desejos de seus filhos. É preciso dar aos filhos TUDO o que você não teve na infância e adolescência, seja em bens materiais ou em liberdades. Agindo assim, você evitará ‘traumatizar’ seus filhos, exceto, logicamente, quando eles começarem a impor certas condutas e liberdades que você julga erradas e você entrar em discussões fervorosas, que terminam em gritos e até agressões físicas.

Dizem alguns ‘experts’ que você jamais deve impor seus valores a seus filhos, mas deixá-los escolher livremente os valores que eles queiram adotar para a vida – isso sim é a ‘verdadeira liberdade’. Logo, além de não forçar seu filho ir à igreja, também nunca conte histórias da Bíblia para ele, nem realize momentos de devocionais em família. Tampouco fale para eles de suas experiências pessoais com Deus e dos muitos pequenos milagres que Ele já realizou em sua vida, pois isso com certeza influenciaria na sua ‘livre escolha’.

Também não deixe claro aos filhos quais são os seus valores sobre sexualidade, afinal tudo que eles precisam aprender sobre esse tema já está na internet e nas cartilhas ‘muito bem elaboradas e nada tendenciosas’ que ele recebe na escola, feitas com muito critério pelo governo. Ou por acaso você acha que seus valores podem ser comparados aos tecnocratas de um Ministério da Educação?

Outro elemento muito importante para a desgraça familiar, que foi amplamente utilizado por Davi, é o silêncio. Evite dialogar com seus filhos e cônjuge, pois a conversa deles pode ser muito aborrecida. Profundas são as conversas com os amigos em uma mesa de bar! Logo, nunca converse com eles nem demonstre emoções positivas na frente deles. Emocionar-se é para os fracos e você precisa ser forte em seu reino pessoal. Apenas demonstre emoções na hora da raiva: faça valer seu porte físico e seu potente timbre de voz para gritar e intimidar os filhos, pois os gritos, com toda certeza, vão ajudá-los a ouvirvocê melhor. E se os gritos não funcionarem, sempre se pode recorrer à força física – claro, sem espancamentos porque não é politicamente correto e você pode até ser denunciado por isso, mas uns cascudos e tapas, especialmente se os filhos já forem adolescentes. Infalivelmente isso gerará amargura no coração deles, que se sentirão agredidos, e levará seus corações para bem longe do seu coração. E lembre-se: ao disciplinar seus filhos, evite todo e qualquer contato visual, pois os olhos são a janela da alma e se você olhar bem fundo nos olhos deles, talvez veja apenas uma criança ou adolescente ingênuo que precisa aprender a lidar de forma saudável com o meio, e não o monstro que precisa ser domado com gritos e bofetões.

Bem, esses são apenas ALGUNS ingredientes necessários para a desgraça familiar. Espero que as linhas acima sirvam de alerta para uma reflexão profunda sobre o desenvolvimento de um relacionamento saudável entre pais e filhos.

Leia mais >>