Participe da comunidade do meu Blog

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Flávio Arns é o candidato a vice de Beto Richa. Fruet e Barros, ao Senado

O candidato do PSDB ao Governo do Paraná, Beto Richa, anunciou nesta quarta-feira (30) a formação de sua chapa para as eleições de outubro. O senador Flávio Arns (PSDB) é o candidato a vice-governador e os deputados federais Gustavo Fruet (PSDB) e Ricardo Barros (PP) concorrerão ao Senado.

"Estou muito feliz com a chapa constituída por nossa coligação", disse Beto Richa. "Ela é a mais representativa da ampla aliança de partidos que apóiam nossa candidatura ao governo do Estado", acrescentou. “A formação da chapa foi rápida, muito acertada e de comum acordo na coligação. Reunimos lideranças estaduais com credibilidade testada e aprovada pelo desempenho na vida pública e eleitoral. É uma chapa forte, vitoriosa e vencedora. Fico feliz em apresentar esses valorosos companheiros, lideranças respeitadas no Congresso Nacional.”

"Flávio Arns é um senador respeitado, um homem íntegro, reconhecido em todo o Estado por sua atuação no Senado e suas profundas ligações com entidades de caráter social. Era efetivamente o nome de minha preferência pessoal", disse Beto Richa.

Richa afirmou que a escolha de Gustavo Fruet para concorrer ao Senado agrega valores à chapa em todos os sentidos. “O Gustavo, ao longo destes dois mandatos na Câmara, firmou-se como um dos parlamentares mais preparados e mais combativos no Congresso Nacional", declarou ele. "Ele tem sido apontado, há vários anos, como uma das lideranças do Congresso. Além disso, tenho grande estima pessoal pelo Gustavo, temos uma forte afinidade política. Estou muito feliz por tê-lo na chapa majoritária", disse Beto Richa.

Beto também destacou a candidatura de Ricardo Barros. “A participação do PP é muito importante, porque o deputado Ricardo Barros percorreu todo o estado na Caravana Progressista e reuniu propostas que estão sendo incorporadas ao nosso plano de governo. Vamos garantir um bom tempo de televisão no horário eleitoral, porque formamos uma coligação com partidos organizados e estruturados em todo o estado.”

O anúncio das candidaturas foi acompanhado, em Curitiba, por deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças de várias regiões do Estado.

Richa foi oficializado como candidato a governador em convenção do PSDB realizada no dia 19 de junho, durante evento em que o PP também formalizou a candidatura de Ricardo Barros ao Senado.

A convenção do PSDB havia delegado à executiva estadual poderes para conduzir as negociações com outras legendas para firmar alianças e composições.

Além do PSDB, a coligação Novo Paraná é formada pelos seguintes partidos: PSB, PP, PTB, PMN, PSDC e PHS. A coligação esperava, no inicio da noite, a conclusão das convenções do DEM e do PPS.

Lideranças

Gustavo Fruet disse que aceitou a convocação do PSDB porque este é um projeto a ser construído. “O Paraná passa por uma renovação e o Beto representa exatamente isso. Ele será decisivo”, disse Fruet. “Sempre defendi essa posição de que o PSDB precisava ter mais espaço na chapa e isso acabou acontecendo com a mudança da situação.”

O senador Flávio Arns declarou que sempre acreditou no PSDB, tanto nas lideranças nacionais quanto estaduais, com as quais mantém convívio antigo. “Conheço o Beto desde menino, fui professor dele, mas acredito principalmente no projeto, nas idéias, no diálogo, no compromisso e na contribuição para o Paraná”, disse o senador, que será candidato a vice-governador. “Vamos fazer uma campanha estratégica no Paraná para ajudar José Serra a se eleger presidente e que esses projetos possam ajudar o Brasil.”

Arns aproveitou a presença do prefeito Luciano Ducci, criador do programa Mãe Curitiba, de atenção integral às gestantes, como exemplo de programa de referência e que pode ser levado para todo o Brasil.

O deputado federal Ricardo Barros (PP) disse que a chapa formada com o PSDB traz pessoas de competência reconhecida e concilia o interesse de vários partidos. “Representamos uma força muito grande e que será um excelente transporte para as idéias de Beto Richa”, disse Barros.

Leia mais >>

Flávio Arns será o vice de Beto Richa e Rocha Loures o vice de Osmar Dias

As duas principais chapas do estado que vão disputar as eleições também definiram os candidatos ao Senado: Gustavo Fruet e Ricardo Barros na aliança comandada pelo PSDB e Gleisi Hoffmann e Roberto Requião na coligação PDT-PT-PMDB

Os candidatos a vice-governador nas duas principais chapas que disputam o governo paranaense nas próximas eleições foram definidos na noite desta quarta-feira (30). O senador Flávio Arns será o vice de Beto Richa na coligação comandada pelo PSDB e o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB) foi escolhido como o vice de Osmar Dias na aliança de PDT, PT e PMDB.

Em outubro do ano passado, Arns trocou o PT pelo PSDB por discordar da postura da cúpula petista em relação aos escândalos que na época envolviam o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A indicação de um parlamentar do DEM, aliado dos tucanos, para a vaga de vice de Beto Richa também era cogitada, mas acabou não se confirmando.

Nas eleições a aliança tucana ainda contará com DEM, PP, PTB, PSB, PMN, PSDC, PHS, PSL, PTN e PRP.

Rocha Loures ficou com a vaga na chapa de Osmar Dias depois que o PMDB ganhou o direito de indicar o vice. Por meio do microblog Twitter, o ex-governador Roberto Requião comentou a decisão do partido. Para ele, a escolha teve forte influência de Orlando Pessuti, que abriu mão da candidatura ao governo em favor de Osmar. “Pessuti impõe sua liderança e emplaca Rocha Loures como vice do Osmar. Dentro do Pmdb minha voz anda fraca. Vamos ver como fica na eleição”, disse Requião.

Além de PDT, PMDB e PT, a base de apoio a Osmar Dias conta com o apoio confirmado de PSC e PCdoB.

Equilíbrio

A disputa pela sucessão estadual promete ser acirrada, principalmente depois da confirmação da candidatura do pedetista Osmar Dias ao lado de PT e PMDB . Osmar Dias e o ex-prefeito de Curitiba Beto Richa apareceram muito próximos na última pesquisa Vox Populi*, divulgada em maio: Richa com 40% das intenções de voto e Dias com 33%. A margem de erro é de 3,7 pontos percentuais, para mais ou para menos, o que colocou os dois candidatos em empate técnico.

Durante coletiva realizada nesta quarta, Beto Richa afirmou que espera o apoio do senador Alvaro Dias, apesar de ele estar em lado oposto ao do irmão Osmar. “Acredito que agora ele nos ajudará com mais força”, declarou.

Alvaro Dias foi indicado para ser o vice de José Serra na chapa do PSDB à Presidência da República, mas a desaprovação do DEM e a candidatura de Osmar Dias no Paraná fizeram com que ele perdesse a vaga. O deputado federal Índio da Costa (RJ) acabou confirmado durante a tarde com o candidato a vice.

Fruet briga pelo Senado

O PSDB também confirmou o nome do deputado federal tucano Gustavo Fruet como um dos candidatos da chapa ao Senado. A outra vaga será do também deputado federal Ricardo Barros (PP).

Na semana passada, Fruet chegou a registrar a candidatura à reeleição na Câmara Federal, mas mudou de ideia. O deputado foi um dos parlamentares do partido que se declararam contra a aliança do PSDB estabelecida com o PP, de Barros. Agora, os dois vão representar a coligação na disputa ao Senado Federal.

Assim como na eleição para o governo, os principais adversários dos candidatos da chapa tucana ao Senado vêm da coligação formada por PDT, PMDB e PT que deve lançar a petista Gleisi Hoffmann e o ex-governador Roberto Requião (PMDB) como postulantes ao cargo.

*A pesquisa divulgada em 19 de maio ouviu 700 pessoas entres os dias 8 e 12 de maio. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo 11.322/2010. No Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o registro é o 9210/2010. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Adriano Ribeiro e Rogerio Waldrigues Galindo

Leia mais >>

Dez mil aves são apreendidas; comandante do Policiamento do Interior é um dos 29 detidos

Chácara no bairro Borda do Campo, em São José dos Pinhais, mantinha uma criação de aves bastante organizada - Foto:Marcelo Elias/Agência de Notícias Gazeta do Povo

Presos são acusados de compor a maior quadrilha de tráfico de animais silvestres do Brasil. Aves apreendidas estão sendo catalogadas pelo Ibama

Dez mil aves já foram apreendidas na Operação São Francisco, de combate a crimes ambientais, segundo estimativa da Polícia Federal (PF) divulgada na tarde desta quarta-feira (30). Segundo as autoridades, uma quadrilha traficava aves da fauna brasileira que eram vendidas no exterior por altos preços. Além disso, espécies da fauna de outros países eram importadas ilegalmente para venda no mercado clandestino.

Ao todo, 29 pessoas foram detidas por agentes da PF: 20 no Paraná, sete em São Paulo e duas em Santa Catarina. Além disso, uma prisão deixou de ser cumprida no exterior e outra no Paraná, onde um suspeito não foi encontrado, pois viajou para a Austrália.

Entre os presos, estão dois funcionários do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) - Harry Luiz Teles (diretor de licenciamento ambiental e fiscalização) e Jackson Vosgerau (fiscal) - um assessor do Tribunal de Contas do estado – Sérgio Busato – e o coronel da Polícia Militar Sérgio Filardo, ex-comandante da Força Verde e atual comandante do Policiamento do Interior.

No início da manhã, três pessoas, consideradas líderes da quadrilha, já haviam sido presas em São José dos Pinhais. Entre eles estava Marcio Rodrigues, de 49 anos, considerado o maior traficante de aves do Brasil.

As prisões, temporárias ou preventivas, ocorreram mediante mandado expedido pela Vara Federal Ambiental da Capital. A Polícia Federal informou que parte dos detidos já está na carceragem da PF em Curitiba e o resto dos presos será trazida para a cidade nos próximos dias para serem ouvidos. O coronel Sérgio Filardo está detido no quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no Centro da capital.

A PF conta com a ajuda do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para catalogar os animais apreendidos durante a operação.

Investigações

A PF investigou o caso por oito meses. Para a operação, foram expedidos 31 mandados de prisão e 42 para busca e apreensão, que foram cumpridos em residências, empresas e repartições públicas. Também foram decretados o sequestro dos bens de uma empresa e de uma pessoa física e mandados de prisão e de busca e apreensão para cumprimento no exterior, com apoio da Interpol.

As buscas e prisões foram realizadas em Curitiba, São José dos Pinhais, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu, no Paraná; Florianópolis, em Santa Catarina; e em São Paulo, Ribeirão Preto, Araraquara, Piracicaba, Campinas e Capivari, em São Paulo.

Os animais encontrados vivos em cativeiro foram apreendidos pelo Ibama e devem ser encaminhados para um centro de triagem de animais. Se houver viabilidade técnica, os animais que foram trazidos ilegalmente para o Brasil vão ser devolvidos para seus países de origem.

Operação

A Operação São Francisco foi deflagrada para a repressão de crimes ambientais, especialmente para os maus-tratos de animais, tráfico internacional de espécies das faunas nativa e exótica, de receptação, formação de quadrilha, falsificação de sinais públicos, tráfico de influência, crimes contra a ordem tributária e de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Fernanda Trisotto, Kátia Brembatti e Adriano Ribeiro

Maior traficante de aves do país mantinha criação organizada
A Polícia Federal (PF) prendeu o homem que é considerado o maior traficante de aves do Brasil. Marcio Rodrigues, de 49 anos, mantinha uma criação muito organizada em sua chácara, que fica no bairro Borda do Campo, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

A chácara tinha muitos viveiros para a criação das aves. Os casais reprodutores das espécies ficavam em um ambiente separado e climatizado. Foram encontrados, inclusive, chocadeiras com vários ovos dos pássaros.

A PF ainda não tem uma estimativa de quantas aves foram apreendidas. (FT e KB)

Leia mais >>

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Proposta para melhorar estrutura da PM será encaminhada à Assembleia Legislativa

O governador Orlando Pessuti anunciou, nesta segunda-feira (28), na reunião Mãos Limpas, que ainda nesta semana deve ser enviada à Assembleia Legislativa do Paraná a proposta que irá garantir melhor estrutura para o trabalho policial. “Estamos desenvolvendo ações para melhor aparelhar a Polícia Militar. Em nossa proposta, temos a criação de companhias independentes, novos batalhões, comandos regionais, entre outras melhorias”, afirmou o governador.

De acordo com o coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens, comandante-geral da PM, entre as ações que farão parte da proposta estão a interiorização dos comandos regionais que irão coordenar as operações e fazer a gestão administrativa e financeira. Eles serão implantados em Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Cascavel, além da capital e região.

A mensagem prevê também a criação da Companhia Independente de Irati, Arapongas e Ivaiporã; a criação de Batalhões em Francisco Beltrão, Guarapuava, Umuarama, Apucarana e Região Metropolitana de Curitiba; a transformação da Companhia de Polícia de Choque em Batalhão.

Também será criado um Batalhão de Eventos na capital, que segundo o coronel Rodrigo, irá atender grandes acontecimentos como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Na área de policiamento preventivo, deverá ser criado um grupamento aéreo apara ampliar o quadro já existente. “Nosso quadro será reforçado para dar apoio preventivo às viaturas, além de realizar atendimentos de emergência”, explicou Carstens.

Outra solicitação de muito tempo, que está incluída na proposta, é a Corregedoria da Polícia Militar e a expansão do Corpo de Bombeiros em Paranaguá, Curitiba (Região Norte), Francisco Beltrão e Pato Branco. “Nosso projeto logo será encaminhada à Assembléia contendo essas ações para melhorar o atendimento à população. É uma nova organização da corporação que irá trazer mais prevenção e segurança”, avaliou o coronel.

DETRAN – Também na reunião Mãos Limpas desta segunda-feira (28), o governador Orlando Pessuti assinou o plano de trabalho dos funcionários do Detran (Departamento de Trânsito do Paraná). O documento assegura gratificações. “Ainda nesta semana devemos finalizar o plano de carreira e encaminhar à Assembleia Legislativa”, anunciou o diretor-geral do Detran, David Pancotti.Fonte: AEN

Leia mais >>

PEC 300 e PEC 308 na Voz do Brasil

Leia mais >>

Câmera flagra detentos espancando agente penitenciário

Um agente penitenciário foi espancado em Viana, no Espírito Santo. As cenas de covardia foram registradas pelo sistema de monitoramento.

As imagens mostram cerca de 40 presos bastante agitados, tomando banho de sol. Em seguida, eles começam a agredir vários agentes prisionais da unidade.
Um deles não conseguiu escapar e foi espancado. O caso aconteceu no mês de maio no Complexo Prisional de Viana.

Leia mais >>

Guerra: impasse com DEM compromete vitória de Serra

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), disse hoje que o impasse em torno da definição do vice na chapa tucana pode comprometer a eleição do candidato à Presidência pelo partido, José Serra. "Temo que nós tenhamos, nesse episódio, atuado para comprometer a nossa vitória", afirmou Guerra em entrevista à Rádio CBN.

O PSDB indicou na sexta-feira o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) para a vaga de vice na chapa encabeçada por Serra. Os aliados PPS e PTB aprovaram a escolha, mas o DEM se rebelou e agora pressiona para indicar um quadro do partido.

Guerra disse ver "exagero" na reação do presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ). "Nós já votamos com o Democratas e os Democratas já votam conosco há muitos anos. Não é esse o problema. O problema é de ter unidade, tranquilidade e uma noção construtiva da luta que nós enfrentamos."

Em uma tentativa de melhorar a relação com o DEM, Guerra colocou a indicação de Dias como "sugestão" e não "anúncio", mas defendeu o senador. "Alvaro Dias é uma liderança de qualidade, um dos senadores mais bem aprovados do Brasil, um excelente candidato a vice-presidente. Significaria a consolidação de uma vitória grande que nós esperamos ter no Sul do País e no Paraná." Guerra está em São Paulo e vai procurar Rodrigo Maia para conversar sobre o vice. Fonte: Agência Estado

Leia mais >>

MEC exclui Uningá (Faculdade de Maringá-PR) do ProUni

A Secretaria de Educação Superior do MEC (Ministério da Educação) desvinculou a Faculdade Ingá (Uningá), de Maringá (PR), do ProUni (Programa Universidade para Todos). O despacho foi publicado nesta segunda-feira no "Diário Oficial da União".

De acordo com o texto, a Uningá foi excluída do programa após processo administrativo que apurou sua responsabilidade em "indícios de descumprimento das obrigações assumidas no termo de adesão". A faculdade tem dez dias para apresentar recurso.

A desvinculação do ProUni não trará prejuízo aos estudantes com bolsas ativas, que terão o benefício garantido até a conclusão dos cursos, segundo o despacho.

A faculdade foi procurada pela reportagem, mas nenhum responsável foi localizado. Sua versão será incluída neste texto assim que houver manifestação. Fonte: Folha Online

Leia mais >>

domingo, 27 de junho de 2010

1º Torneio da Amizade, Equipe da PEM é a campeã

Neste sábado (26) na Chácara da Somaco ocorreu o 1º Torneio da Amizade de futebol suíço, reunindo equipes formadas por agentes penitenciários da PEM - Penitenciária Estadual de Maringá e do CDPM - Centro de Detenção Provisória de Maringá.

O time da Equipe Alfa da PEM mais alguns agentes da Equipe Charlie da PEM sagraram-se campeões do 1º Torneio da Amizade PEM-CDPM, em segundo lugar ficou a Equipe Alfa do CDPM e em terceiro lugar a Equipe Charlie do CDPM.

Gostaria de agradecer os agentes Célia, Alexandre, Mafra, Guerra, Sobreira, Jeferson, Biffe e Paulo Rafael pela ajuda na organização, além do Deputado Estadual Wilson Quinteiro pelo apoio e ao delegado Fernando Francischini, a todos o nosso muito obrigado e no ano que vem tem mais.
Luciano Brito entregando o troféu a equipe campeã
Time da Equipe Alfa da PEM mais Charlie

Time da Equipe Charlie do CDP de Maringá
Time da Equipe Alfa do CDP de Maringá
Time da Equipe Alfa do CDP de Maringá






Leia mais >>

PM impede fuga na cadeia e faz pente fino nas celas

Leia mais >>

sábado, 26 de junho de 2010

Classificado para as oitavas de final, jogador evangélico dos EUA fala sobre sua fé e testemunho

Muitos aproveitam a Copa do Mundo para evangelizar e outros para demonstrar sua fé em Jesus Cristo. Este é o caso do zagueiro da seleção americana, Clarence Goodson. Criado em uma família com valores cristãos em Alexandria, Goodson aprendeu desde cedo a diferença entre o certo e o errado.

Ele sempre sonhou em ser um jogador profissional de futebol, mas não foi tão fácil assim. Já na infância, foi cortado da equipe do bairro, que é o menor nível do futebol. “Se formos obedientes e seguirmos a Cristo com todo o nosso corpo, mente e alma, Deus concede os desejos do nosso coração. Mas, isto não quer dizer que você conseguirá tudo o que quer, mas sim, o que é da vontade de Deus”, afirma.

Muitas pessoas idolatram o estilo de vida dos atletas profissionais. Acham que com dinheiro e luxo serão felizes, mas sabemos que a verdadeira felicidade vem do Senhor. “Como cristãos, nós temos que saber o que é certo e errado e reconhecer que estamos em uma posição de atletas profissionais para levar Cristo a outras pessoas”, reconhece ele.

Goodson se casou com Kelsey, em janeiro de 2009, e diz que ela é a maior influência em sua vida. Além de sua esposa, ele também se espelha espiritual e profissionalmente no pai, Cliff Shaw, e em seu treinador juvenil, Gene Mishalow. “Eles são meus modelos, não tomo nenhuma grande decisão sem antes consultá-los”, disse.

Atualmente, Goodson defende o IK Start, na Noruega. Ele conta que o país está espiritualmente sedento. “Na Noruega não temos a mesma quantidade de cristãos que tinha na minha equipe na América, mas temos alguns. Quando vemos que alguém está meio para baixo, procuramos ajudá-lo”.

Clarence Goodson e sua esposa Kelsey são membros da Primeira Igreja Batista em Springfield EUA. Fonte: CPAD News

Leia mais >>

Lúcio, zagueiro evangélico da seleção, minimiza polêmica com Kaká e evita mais discussão religiosa

A troca de farpas entre Kaká e o jornalista Juca Kfouri repercutiu dentro da Seleção Brasileira. Na terça-feira, 22, o camisa 10 do Brasil, que é evangélico, disparou contra o jornalista, mostrando-se chateado com algumas coisas ditas por Juca. Lúcio, que também é evangélico e um dos mais religiosos do grupo, evitou entrar na discussão.

“Dentro da Seleção não tem culto. A gente sempre se reúne nos momentos oportunos. O foco principal são os treinamentos e os jogos”, disse o zagueiro.

Para evitar que os jogadores façam manisfestações religiosas exageradas, a Fifa proibiu que os atletas utilizem camisas com qualquer tipo de conotação religiosa.

“A questão da proibição da Fifa temos de respeitar. A Fifa tem suas regras e seus parâmetros, temos de respeitar”, declarou o capitão da Seleção.

Sobre a comemoração do título em 2002, onde os jogadores se reuniram no centro do gramado para uma oração, Lúcio também não polemizou. “2002 já passou. Era um momento de alegria e satisfação. Naquele momento, um momento de alegria, nada mais oportuno de agradecer a Deus”, completou o camisa 3 brasileiro. Fonte: Lancenet

Leia mais >>

Encerramento da 1ª COMINGÁ

No dia de hoje (26) ocorreu o témino da 1ª COMINGÁ - Conferência Missionário de Maringá que foi realizada no templo central Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maringá numa promoção da OPEM - Ordem do Pastores de Maringá e Instituo PAQTO, abaixo alguns momentos do culto de encerramento da COMINGÁ que contou com a ministração do louvor conduzida por Asaph Borba e a pregação do Pastor Ariovaldo Ramos da Igreja Batista Água Branca.
Momento de intercessão por equipe que vai ajudar os desabrigados de Alagoas e Pernambuco
Ministro de Louvor Asaph Borba e Ev Luciano Brito
Momento do Louvor
Pastor Ariovaldo Ramos durante a sua pregação
Momento da CoreografiaMomento da Coreografia 2Momento da Coreografia 3Momento da Coreografia 4

Leia mais >>

PMs estão sem comida durante o trabalho

Policiais militares de Curitiba e região metropolitana não estão recebendo refeições durante a jornada de trabalho. O Departamento Estadual de Administração de Material (Deam) não estaria realizando licitações para a compra dos alimentos. O autor da denúncia é o deputado estadual e presidente do Movimento Paraná sem Violência, Mauro Moraes (PSDB).

De acordo com o deputado, a acusação partiu dos próprios policiais, que estariam cansados por conta de tanto descaso. “O policial militar já não ganha bem e agora enfrenta uma situação crítica como esta. Eu visitei alguns quartéis e posso afirmar que a reclamação é verdadeira. Soube ainda que os alunos da academia do Guatupê estariam passando pelo mesmo problema. Não podemos admitir que nossa polícia passe por essas péssimas condições. Um policial mal alimentado não está em condições de defender os cidadãos”, afirma. Moraes conta ainda que no interior do Estado isso não ocorre, pois acordos com prefeituras e empresários locais garantem a alimentação dos policiais.

O deputado pede que sejam realizadas compras emergenciais, sem a necessidade de uma licitação, para poder garantir a refeição dos policiais. “Não podemos deixar estas pessoas a mercê da burocracia do governo. Tentei falar com a secretária da Administração, Maria Marta Lunardon, para esclarecer esse problema, porém, ainda não consegui contato com ela. Queremos uma resposta rápida, pois se persistir essa questão iremos organizar uma mobilização para pressionar o governo”, ameaça.

A reportagem entrou em contato com alguns policiais militares, que pediram para não serem identificados por medo de represálias. Eles confirmaram que o problema existe e que não está sendo fácil passar por esta situação. Alguns disseram que geralmente recebe a refeição apenas quem está na escala, mas que nem sempre isso acontece.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Administração e Previdência informou que foi realizada uma licitação no dia 8 de junho para compra de 18 itens alimentícios.

Este processo licitatório já está na Casa Civil e aguarda a homologação do governador Orlando Pessuti (PMDB) para que a compra seja efetuada. Há ainda outro pregão que espera pela autorização do governador para que a licitação seja feita, entretanto, em ambos os casos ainda não há uma data definida para que isso ocorra. O Comando da Polícia Militar não se pronunciou. Fonte: Paraná Online, reportagem de Flávio Laginski

Leia mais >>

Após prometer anúncio de candidatura, Pessuti volta a se reunir com Osmar

Governador passou a manhã reunido com o senador em Curitiba, confirmou coletiva de imprensa para o anúncio da decisão de se candidatar, mas suspendeu o encontro com jornalistas e voltou a deixar o cenário indefinido

O governador Orlando Pessuti (PMDB) voltou a se reunir, por volta das 17h30 deste sábado (26), com o senador Osmar Dias (PDT), em Curitiba. O segundo encontro dos dois no mesmo dia (eles já haviam passado a manhã discutindo a candidatura ao governo do Paraná) iniciou por volta de 17h30, menos de uma hora depois da assessoria de imprensa de Pessuti confirmar a decisão do governador de se candidatar a reeleição.

No meio da tarde, uma entrevista coletiva para o anúncio da definição de Pessuti chegou a ser convocada para as 17h30, no diretório do PMDB, mas foi suspensa, sem previsão de confirmação. A reunião do senador e do governador aconteceu na casa de Osmar Dias e terminou aproximadamente às 18h30. Pela segunda vez, foi anunciado que haveria uma coletiva de imprensa, próximo das 19 horas, mas até as 20 horas os jornalistas ainda estavam no local aguardando um posicionamento, e não havia previsão de quando seria anunciada a decisão do governador.

Na semana passada, Pessuti havia anunciado que desistiria da reeleição para a composição da chapa com Osmar (PDT). O anúncio da possibilidade do tucano Alvaro Dias ser o vice-candidato à presidência da república alterou o cenário das eleições para governador do Paraná. Osmar Dias não considerava ético fazer palanque contra o irmão.

A saída de Osmar da disputa ao governo do estado ainda não foi confirmada pela assessoria de imprensa do senador.

Neste domingo, PT e PMDB, os dois partidos que se coligariam ao PDT nas eleições estaduais, realizam suas convenções no Paraná. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Fernanda Trisotto e Patrícia Künzel

Leia mais >>

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Arqueólogos acham pinturas mais antigas dos apóstolos de Jesus

Arqueólogos e restauradores de arte usando nova tecnologia a laser descobriram o que acreditam ser as pinturas mais antigas dos rostos dos apóstolos de Jesus Cristo.

As imagens, encontradas em um trecho das catacumbas de Santa Tecla, perto da Basílica de São Pedro, do lado de fora das muralhas da Roma antiga, foram pintadas no fim do século 4º ou início do século 5º.

Tony Gentile /Reuters
Afrescos em catacumba na Itália contêm as mais antigas imagens conhecidas dos apóstolos de Jesus.

Arqueólogos acreditam que essas imagens podem estar entre as que mais influenciaram os retratos feitos por artistas posteriores dos mais importantes entre os primeiros seguidores de Cristo.

"São as primeiras imagens que conhecemos dos rostos desses quatro apóstolos", disse o professor Fabrizio Bisconti, diretor de arqueologia das catacumbas de Roma, que pertencem ao Vaticano e são administradas por ele.

Os afrescos eram conhecidos, mas seus detalhes vieram à tona durante um projeto de restauração iniciado dois anos atrás e cujos resultados foram anunciados nesta terça-feira (22) em coletiva de imprensa.

Os ícones de rosto inteiro incluem as faces de São Pedro, Santo André e São João, que fizeram parte dos 12 apóstolos originais de Jesus, e São Paulo, que se tornou apóstolo após a morte de Cristo.

As pinturas possuem as mesmas características de imagens posteriores, como a testa enrugada e alongada, a cabeça calva e a barbicha pontuda de São Paulo, o que indica que podem ter sido as imagens nas quais os retratos posteriores se basearam.

Os quatro círculos, com cerca de 50 centímetros de diâmetro, estão no teto do local do sepultamento subterrâneo de uma mulher nobre que se acredita que tenha se convertido ao cristianismo no fim do mesmo século em que o imperador Constantino legalizou a religião.

Bisconti explicou que as pinturas mais antigas dos apóstolos os mostram em grupo, com rostos menores cujos detalhes são difíceis de distinguir.

"Trata-se de uma descoberta muito importante na história das comunidades cristãs primitivas de Roma", disse Bisconti.

CIRURGIA A LASER

Os afrescos dentro do túmulo, medindo cerca de 2 metros por 2 metros, estavam recobertos de uma pátina espessa de carbonato de cálcio pulverizado, provocada pela umidade extrema e a ausência de circulação de ar.

"Fizemos análises extensas e demoradas antes de decidir qual técnica empregar", disse Barbara Mazzei, que chefiou o projeto. Ela explicou como usou um laser como 'bisturi ótico' para fazer o carbonato de cálcio cair sem prejudicar a tinta.

"O laser criou uma espécie de miniexplosão de vapor quando interagiu com o carbonato de cálcio, levando este a se destacar da superfície."

O resultado foi a clareza espantosa das imagens, antes opacas e sem nitidez.

As rugas na testa de São Paulo, por exemplo, estão nítidas, e a brancura da barba de São Pedro ressurgiu.

"Foi uma descoberta de forte impacto emocional", disse Mazzei.

Outras cenas da Bíblia, como a de Jesus convocando Lázaro a levantar-se dos mortos ou Abraão preparando-se para sacrificar seu filho, Isaac, também ficaram muito mais claras e nítidas.

"No que diz respeito a pinturas no interior de catacumbas, estamos acostumados a ver pinturas muito pálidas, geralmente brancas, com poucas cores. No caso das catacumbas de Santa Tecla, a grande surpresa foram as cores extraordinárias. Quanto mais avançamos, mais surpresas encontramos", disse Mazzei.

Situado num labirinto de catacumbas sob um prédio moderno, o túmulo ainda não está aberto ao público devido às obras que continuam, à dificuldade de acesso e ao espaço limitado. Bisconti disse que as novas descobertas serão abertas por enquanto apenas à visitação de especialistas. Fonte: Reuters

Leia mais >>

Polícia investiga entrada de drogas em presídio em SP

Uma sindicância interna irá investigar como entorpecentes entraram na penitenciária masculina de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. A partir de revistas ao longo da semana, foram encontrados cerca de um quilo de drogas, além de telefones celulares e facas. Entre os entorpecentes, foram encontrados 146 invólucros de maconha, 284 cápsulas de cocaína e 86 pontos de LSD, uma droga alucinógena até então nunca encontrada no presídio.

Os pontos de LSD estavam num saco plástico de lixo. Cinco telefones celulares, baterias, chips e 25 facas artesanais, fabricadas com barras de ferros, também foram recolhidos. Medidas disciplinares podem ser tomadas pela direção do presídio, caso sejam identificados os donos das drogas. Fonte: Agência Estado

Leia mais >>

Um em cada quatro universitários usou drogas no último mês, diz estudo

Levantamento com 18 mil estudantes revelou que o índice é muito maior que o da população em geral, de 4,5%

Uma pesquisa da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) com 18 mil universitários do País comprovou que eles usam mais drogas lícitas e ilícitas, como o álcool e a maconha, que a população em geral. Mais de 60% dos entrevistados tinham consumido álcool nos últimos 30 dias (entre a população em geral o índice é de 38,3%) e 25,9% usaram drogas ilícitas (na população o índice é de 4,5%).


Os pesquisadores esperavam que existisse uma diferença entre os dois públicos, mas se surpreenderam com o tamanho do degrau. O levantamento, obtido com exclusividade pelo Estado, foi feito em parceria com o Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e é o primeiro de abrangência nacional.

Foram entrevistados alunos de cem instituições particulares e públicas de ensino superior nas 26 capitais do País, mais o Distrito Federal. A intenção agora é usar os resultados da pesquisa para a criar políticas específicas contra o uso de drogas.

"O governo vem realizando uma série de ações voltadas a populações mais vulneráveis, como é o caso dos universitários", afirmou a titular da Senad, Paulina Duarte. "O levantamento foi fundamental para que pudéssemos conhecer qual é a exata situação de uso de drogas nessa população e, a partir disso, planejar, em parceria com as universidades, intervenções eficazes."

Para o psiquiatra Arthur Guerra de Andrade, da USP, um dos responsáveis pelo estudo, o desafio será encontrar uma forma de mobilizar os universitários. "A informação já existe. Mas o fato de eles conhecerem os malefícios não faz com que consumam menos drogas", afirma.

Segundo o médico, além da quantidade, os universitários consomem álcool e outras drogas de forma perigosa. "Os jovens estão fazendo uso de múltiplas drogas simultaneamente. Além disso, um em cada quatro bebe de forma exagerada e 3% apresentam padrão de dependência, algo que costumávamos encontrar só em alguém com 40, 50 anos", diz o médico.

O exagero no álcool, de acordo com pesquisas científicas, deixa a pessoa exposta a riscos como acidentes de trânsito, intoxicação, atos de violência, sexo desprotegido, além de potencialmente prejudicar o desempenho acadêmico, profissional e social do usuário.

Dos entrevistados, 18% disseram que já dirigiram embriagados, 27% pegaram carona com pessoas embriagadas e 43,4% admitiram ter usado álcool simultaneamente com outras drogas.

Das drogas ilícitas, as mais consumidas foram maconha, haxixe ou skunk (26,1% dos universitários já consumiram alguma delas), anfetamínicos (13,8%), tranquilizantes e ansiolíticos sem prescrição médica (12,4%), além de cocaína (7,7%).

Obrigações. A psicóloga Ilana Pinsky, da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas da Universidade Federal de São Paulo, diz que os jovens consomem mais drogas porque eles ainda têm menos obrigações e mais fácil acesso que os adolescentes.

"Nessa fase também há uma tolerância maior, já que os prejuízos costumam ser menores, os problemas crônicos ainda não apareceram", afirma.

Mas a idade não deve ser vista como desculpa para o consumo de drogas e o exagero na bebida. "Existe na sociedade a ideia de que é uma fase, de que é normal, mas isso é falso", afirma. "Se a gente considerar só a quantidade de mortes e incapacitações em acidentes causados por motoristas alcoolizados, já temos um problema muito sério."

Renan Rebello, de 23 anos, estudante de Economia em São Paulo, reconhece que o consumo de álcool o coloca em situações de risco. "Chega a ser perigoso, especialmente quando bebo e dirijo", afirma. Rebello, que começou a beber aos 13, conta que na adolescência era mais comum tomar porres. "Antes bebia mais em quantidade. Hoje bebo com mais frequência, mas às vezes ainda fico bem louco." Para ele, beber é importante como fator de integração social.

A aluna de Direito Carol Korte, de 20 anos, relata que seu consumo de álcool aumentou muito - em quantidade e frequência - desde que entrou na faculdade. "A gente chega estressado depois de um dia inteiro trabalhando e estudando e acaba se reunindo no bar para conversar, descontrair", afirma. "Quem não bebe é um estranho no ninho."

QUANTO É BEBER DEMAIS

A pesquisa usou o "padrão Binge" para medir excessos: a partir de cinco doses para homens e quatro para mulheres num intervalo de duas horas. Estudos provam que esse padrão está relacionado a diversos problemas. Fonte: O Estado de São Paulo, reportagem de Luciana Alvarez

Leia mais >>

Osmar Dias admite rever acordo com PMDB se Álvaro Dias for vice de Serra

O senador do PDT afirmou que existe um acordo com o irmão de nunca disputarem entre si na política

O senador Osmar Dias (PDT-PR), disse nesta sexta-feira, 25, que foi pego de surpresa pelas notícias de que o irmão dele, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), teria sido escolhido pelo PSDB para ser candidato a vice-presidente na chapa capitaneada por José Serra. Segundo Osmar Dias, nem os dirigentes do PSDB, nem Álvaro Dias lhe telefonaram para confirmar a escolha.

Quando falou ao Estado, Osmar Dias estava indo ao encontro do governador do Paraná, Orlando Pessuti (PMDB), para discutir detalhes sobre a aliança que eles estão construindo no Estado. Pelo acordo que está sendo costurado, Osmar Dias seria candidato ao governo do Estado com o apoio do PT e do PMDB, que indicaria o candidato a vice na chapa dele.

O senador do PDT afirmou, porém, que existe um acordo com o irmão de nunca disputarem entre si na política. Assim, se confirmada a indicação de Álvaro Dias para compor chapa com José Serra, Osmar Dias admite rever o acordo em construção com PT e PMDB.

Neste caso, ele poderia voltar a discutir com o PSDB a possibilidade de se lançar à reeleição ao Senado ao lado de Beto Richa, candidato tucano o governo do Paraná. A cúpula do PSDB avalia que, se Osmar Dias abandonar a ideia de disputar o governo do Paraná para se aliar ao partido, José Serra poderia ganhar mais dois milhões de voto no Paraná. Fonte: Estadão

Leia mais >>

Senador tucano Álvaro Dias será o vice de José Serra

O senador tucano Álvaro Dias (PSDB-PR) será o vice do correligionário José Serra na chapa presidencial que disputará as eleições deste ano.

Fontes do PSDB ouvidas pela Folha já dão como certa a escolha de Dias para a vaga, que, conforme revelou o "Painel" da Folha na última quinta-feira, já vinha pressionando a cúpula do partido para ocupar a vice.

Por meio do microblog Twitter, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, adiantou a informação: "Falei agora com o Sergio Guerra [presidente nacional do PSDB]. O vice será o Álvaro Dias", disse.

Sergio Guerra, porém, também pelo Twitter, afirmou que o PSDB está "consultando líderes e presidentes dos partidos aliados" para decidir o candidato a vice-presidente.

O senador tucano Álvaro Dias, confirmado por tucanos como vice na chapa de José Serra.


A escolha do senador paranaense vai contra os interesses do DEM, principal aliado do PSDB no plano nacional. Os democratas tentavam evitar uma chapa puro-sangue tucana para emplacar nomes como o deputado José Carlos Aleluia (BA) ou Valéria Pires Franco (PA), vice-presidente do partido.

A estratégia do PSDB ao escolher Dias para a vice de Serra tem também como objetivo ajudar a apagar incêndios nos palanques regionais do presidenciável tucano. No Paraná, terra do senador, seu irmão, Osmar Dias (PDT), cogita concorrer ao governo do Estado em aliança com o PT da candidata à Presidência pelo PT, Dilma Rousseff.

Agora, porém, a tendência é que Osmar recue nas intenções em se lançar candidato a governador para tentar uma vaga ao Senado ao lado do pré-candidato ao governo do Paraná Beto Richa (PSDB). Fone: Folha Online, reportagem de Catia Seara

Leia mais >>

Mulher é assassinada na saída de culto evangélico no Tatuquara

Vítima alvejada por três disparos na cabeça e no tórax. A filha, de 12 anos, presenciou o crime. A menina não foi atingida pelos disparos

Uma mulher de 39 anos foi assassinada quando saía de um culto evangélico, no bairro Tatuquara, em Curitiba, na noite de quinta-feira (24), por volta das 19h55. Zenaide Lins da Silva deixava a igreja com a filha, de 12 anos, quando foi alvejada por três disparos na cabeça e no tórax, de acordo com a Polícia Militar (PM).

O crime ocorreu na Avenida Pero Vaz de Caminha. A vítima morreu na hora e a filha presenciou o crime. Os autores dos disparos estavam em um Kadett preto e fugiram do local. A menina não foi atingida.

Segundo a Polícia Militar, a motivação do crime pode ter sido vingança. O marido da vítima está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Ele cumpre pena por tráfico de drogas e Zenaide estava ajudando o marido a conseguir a liberdade condicional. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Fernanda Leitóles

Leia mais >>

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Abertura da 1ª COMINGÁ na Assembleia de Deus de Maringá

Nesta terça-feira (23) participei da abertura da 1ª COMINGÁ - Conferência Missionária de Maringá que ocorre no templo central da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maringá, o evento que tem como tema "A TAREFA SUPREMA DA IGREJA" é uma promoção da OPEM - Ordem dos Pastores de Maringá e do Instituto PAQTO, sob a coordenação do Pastor Nivaldo Góes, presidente do Instituto PAQTO e do Pastor Eliseu de Carvalho, presidente da OPEM.

Na abertura da conferência o Prefeito Silvio Magalhães Barros II (PP), prestigiou o evento e o Deputado Estadual Wilson Quinteiro (PSB), além da diretoria da OPEM e de várias lideranças de igrejas evangélicas como o Pastor Robson Brito, Presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maringá; Pastor Advanir Ribeiro, Presidente Nacional da Igreja Presbiteriana Renovada no Brasil; e Pastor Jair Lara, da Primeira Igreja Presbiteriana Renovada de Maringá.

O preletor do culto de abertura foi o Pastor Jonas Neves da Igreja Batista do Povo de São Paulo.

A COMINGÁ continua até sábado, entrada franca no templo central da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Maringá, na Rua Fernão Dias, 212 - centro.

Confira a programação no site www.cominga.org.br


Pastor Jonas Neves da Igreja Batista do Povo de São Paulo foi o preletor da noite
Deputado Estadual Wilson Quinteiro (PSB) prestigiou a abertura do 1ª Comingá
Prefeito de Maringá Silvio Barros II (PP) fazendo uso da palavra
Pastor Nivaldo Goes, presidente do Instituto PAQTO no momento de louvor na Comingá

Leia mais >>

Beto Richa vai registrar em cartório seu Plano de Governo

Candidato do PSDB percorre 14 municípios da região de Maringá
Durante audiência pública em Maringá, na noite desta quarta-feira (23), o candidato do PSDB ao Governo do Paraná, Beto Richa, afirmou que registrará seu Plano de Governo em cartório, para formalizar o compromisso de cumprimento de todas as suas propostas. “A relação que quero construir com os paranaenses é de confiança, de transparência, de clareza de propósitos, sem demagogias e falsas promessas”, afirmou Beto no auditório do Bristol Metrópole Hotel, centro de Maringá, lotado com mais de 300 pessoas.

“Assumo compromissos para honrar, para depois voltar aqui com a cabeça erguida e mostrar que cumpri. Foi assim que aprendi a fazer política, com a seriedade que ela merece”, disse Beto, ao lado do prefeito Sílvio Barros (PP).

“As principais lideranças políticas e as forças empresariais de Maringá estão aqui representadas. Isso demonstra o tamanho do compromisso de Maringá com a campanha para eleger Beto Richa governador. É obrigação nossa trabalhar para que essa aliança com o Beto seja vencedora, porque compartilhamos do mesmo espírito político e público, sempre com o propósito de transformar a nossa sociedade”, disse Barros.

COPEL, SANEPAR E PEDÁGIO

Durante a audiência foram discutidas propostas para o desenvolvimento regional, como a consolidação da Região Metropolitana de Maringá; a ampliação do Aeroporto Sílvio Neme; a implantação de um poliduto ligando Maringá ao Porto de Paranaguá, para transportar álcool e gás; modernizar e equipar o Hospital Universitário da UEM; cursos de capacitação para pequenos produtores rurais e aumento do efetivo das polícias Civil e Militar.

“Queremos construir um novo Paraná, com a participação de todos os paranaenses”, disse Beto. “Está na hora de mudar o jeito de governar este Estado. Chega de bravatas e intolerância. O povo do Paraná quer menos discurso e mais ações.”

Beto destacou o papel estratégico que a Copel e a Sanepar devem ter no governo: “Falam que quero vender a Copel e a Sanepar. Isso é uma balela. Nossa proposta é fortalecer as empresas públicas. Queremos trazer a eficiência para a máquina pública.”

Outro tema discutido foi o pedágio. “Todos sabem que as tarifas de pedágio são incompatíveis com a realidade. Mas esse tema tem de ser despolitizado”, afirmou Beto. “Vamos tratar desse assunto com a devida seriedade e transparência. Vamos abrir o diálogo, chamar os concessionários e fazer prevalecer o interesse público.”

Também participaram da audiência os deputados estaduais Cida Borghetti (PP), Wilson Quinteiro (PSB) e Doutor Batista (PMN).

ROTEIRO PELA REGIÃO

Até esta quinta-feira (24), Beto Richa está percorrendo 14 municípios da região Norte Central do Estado, para discutir seu Plano de Governo. Na terça-feira, foi a Atalaia, Flórida, Ângulo e Iguaraçú. Na quarta-feira, às 8h, participou de café da manhã na Associação Comercial e Empresarial (ACIM) de Maringá. Depois, foi a Itaguajé, Santa Inês, Santo Inácio, Colorado e Lobato. Nesta quinta-feira, percorre Nossa Senhora das Graças, Guaraci, Santa Fé, Munhoz de Mello e Astorga.

Em Santa Inês, o ex-prefeito José Pedro Rodrigues da Silva recepcionou Beto Richa e elencou as prioridades do município, de cerca de três mil habitantes.

“Aqui, o povo precisa de mais emprego. Não tem empresas na cidade, só a usina de açúcar Alto Alegre, responsável por empregar a maioria das pessoas, além da Prefeitura. Então, é preciso desenvolver ações para atrair novos investimentos, diversificar a economia, gerar mais emprego especialmente para manter os mais jovens na cidade. Muitos partem daqui para os grandes centros em busca de uma oportunidade de emprego”, explicou Silva.
Em Santo Inácio, acompanhado do ex-prefeito Antônio Tavares da Mota, Beto Richa visitou estabelecimentos comerciais da rua Massaru Uchida. No encontro com a população em um clube da cidade, participaram também a vice-prefeita Antônia Dias da Cruz (PMDB), o presidente da Câmara Municipal, vereador José Ferreira (PTB), os prefeitos de Colorado, Marcos de Mello (PR), e de Cidade Gaúcha, Vítor Leitão (PTB), que preside a Associação dos Municípios do Entre-Rios – Amerios.

No caminho para Colorado, Beto visitou a obra da primeira unidade da BR Frangos no Brasil. Acompanhado dos empresários Cláudio Ártico e Roque Carnelossi, sócios da empresa, Beto conheceu as novas instalações e conversou com os cerca de 120 operários que trabalham na obra. “Com esse empreendimento, vamos garantir o emprego de muita gente, inclusive das famílias dos operários que hoje trabalham na obra”, disse Ártico.

O abatedouro será construído em três etapas. A inauguração está prevista para março de 2011. A unidade terá 23 mil metros quadrados de área construída. Na primeira etapa, a produção será de cinco mil frangos por hora em cada um dos três turnos. Na segunda etapa, a produção será elevada para 10 mil frangos por hora e, na terceira, para 12 mil frangos por hora. Na primeira etapa, serão criados um mil empregos diretos. “Este empreendimento é uma alternativa de emprego para a população de Santo Inácio e região. É isso que as pessoas procuram, oportunidade de emprego”, afirmou Beto.

Em Colorado, o prefeito Marcos de Mello (PR) garantiu apoio a Richa. “Nosso apoio é irrestrito”, disse ele. O município de cerca de 25 mil habitantes tem demandas por investimentos, especialmente, no segmento agroindustrial. “A diversificação da economia da região é importante para promover o desenvolvimento.Também investir no fortalecimento da agroindústria”, sugeriu Mello.

Em Lobato, Beto foi recebido pelo prefeito Fábio Chicaroli (PR). “Acredito que o Beto traz uma nova forma de governar. Percorrer o Estado para ouvir a população é muito importante. Muitas vezes, as pequenas cidades ficam esquecidas”, disse Chicaroli. “Eu quero ser um parceiro dos prefeitos”, afirmou Richa.

Leia mais >>

Partidos podem concentrar candidaturas no “chapão”com PT, PMDB e PDT

* Legendas terão de cortar da própria carne para sobreviver

O PT deverá concentrar nas candidaturas com maior potencial eleitoral dentro de uma provável coligação na proporcional com o PMDB e PDT.

O partido possui doze bons nomes para a disputa da Câmara Federal, mas poderá reduzir esse número para meia dúzia.

O “chapão”, como está sendo batizada a aliança na proporcional, reunirá pesos-pesados da política paranaense.

A chapa para a disputa por uma vaga na Câmara Federal será a mais pesada de todo os tempos, pois se estima que linha de corte fique em torno dos 90 mil votos.

O PMDB já possui 7 deputados federais e PT tem 4 parlamentares; PDT (1); PR (2) e PSC (2).

Apesar da forte concorrência, a expectativa é que o “chapão” amplie esse número de parlamentares calcados na onda Dilma Rousseff (PT), pois ela — segundo o Ibope — tem 7 pontos de vantagem sobre José Serra (PSDB) no segundo turno.

O diabo é que o “chapão” terá de abrigar outras legendas que têm histórico de concentração como, por exemplo, PR, PCdoB, PRB e PSC, que sempre beliscam uma vaga.

Talvez, além da concentração, os partidos que compõem o entendimento prol às candidaturas de Osmar Dias (PDT) e Dilma Rousseff (PT) devessem subdividir as coligações na proporcional.

A correlação de forças vai determinar que legenda se coligará com qual. Ou seja, o jogo bruto começará nas próximas horas e deixará muitos pré-candidatos com insônia até 5 de julho — data fatal para o registro das candidaturas. Fonte: Blogs Esmael Morais

Leia mais >>

Mandaguari abre 271 vagas em concurso público

Remuneração para cargos de nível superior pode chegar a R$ 5,8 mil. Inscrições começam na terça-feira (29) e vão até 26 de julho

A Prefeitura de Mandaguari (33 km a leste de Maringá) abriu concurso público para preencher 217 vagas em diversas áreas. As inscrições vão de 29 de junho a 26 de julho no site da organizadora Exatus (www.exatuspr.com.br).

Para nível Superior, há vagas para contabilista, enfermeiro, armacêutico/bioquímico, fisioterapeuta, médico radiologista, médico ginecologista/obstetra, médico pediatra, médico plantonista, nutricionista, psicólogo, professor, educador, médico, médico psiquiatra, terapeuta ocupacional e pedagogo.

Em nível Médio há oportunidades para assistente administrativo, auxiliar de enfermagem, auxiliar de odontologia, fiscal de tributos, fiscal de vigilância sanitária e técnico em raio X.

Para nível Fundamental, as oportunidades são para auxiliar de serviços gerais, gari, motorista, pedreiro, telefonista, vigia, operador de máquina, agente comunitário de saúde e agente de endemias.

A remuneração para os cargos varia de R$ 571,87 a R$ 5.843,25.

A data, horário e locais de prova serão divulgados junto ao edital de homologação das inscrições. Fonte: Bonde News

Leia mais >>

terça-feira, 22 de junho de 2010

1ª COMINGÁ - Conferência Missionária da cidade de Maringá começa nesta quarta-feira

A 1ª COMINGÁ - Conferência Missionária da Cidade de Maringá terá sua abertura nesta quarta-feira (23) as 20 horas, sob a coordenação do Pastor Nivaldo Góes. A conferência é uma parceria da OPEM - Ordem dos pastores Evangélicos de Maringá e do Instituto PAQTO, o preletor da abertura será o Pastor Jonas Neves da Igreja Batista do Povo em São Paulo.

Os demais preletores serão os pastores Edison Queiroz, Ariovaldo Ramos, Maurício Pitorri, Paulo Feniman, Asaph Borba e Banda Comingá, compareça e traga seus amigos e amigas, confira a programação no site http://www.cominga.org.br/ .
A entrada é franca!

Dias: 23 a 26 de Junho
Local: Templo da Igreja Assembléia de Deus, Rua Fernão Dias, 212, Maringá-PR. Próximo ao Atacadão - http://www.admaringa.com.br/

Leia mais >>

“Estou preparado para governar”, diz Richa em viagem a Maringá e municípios do Norte

“Estou preparado para governar o Estado”, afirmou Beto Richa em entrevista coletiva no aeroporto de Maringá na manhã desta terça-feira (22), no início de uma viagem de três dias pela região Norte do Estado. Até quinta-feira (24), Beto participará de uma série de encontros em 14 municípios, para discutir seu Plano de Governo. “Com a experiência que acumulei em todos os cargos exercidos até agora, de deputado estadual, vice-prefeito, secretário de obras e prefeito de Curitiba, acredito estar preparado para os novos desafios”, disse Beto, que foi oficialmente indicado candidato do PSDB ao Governo do Estado na convenção estadual do partido, no sábado (19).

Beto chegou ao aeroporto acompanhado dos deputados estaduais Durval Amaral (DEM), Cida Borghetti (PP) e Luiz Accorsi (PSDB) e do prefeito de Castro, Moacir Fadel (PMDB). No aeroporto, foi recebido pelo prefeito de Maringá, Sílvio Barros (PP), e pelo deputado estadual Wilson Quinteiro (PSB). “Estamos aqui nesta importante região do Estado no trabalho de construção do Plano de Governo”, disse ele. “Queremos ouvir os paranaenses para saber sua opinião e valorizá-la, ouvir as grandes idéias e propostas. Porque ninguém melhor do que as pessoas que moram aqui para saber quais são suas necessidades e o que esperam do próximo governo.”

Nesta terça-feira, Beto foi Atalaia, Flórida, Ângulo e Iguaraçú. Na quarta-feira, às 8h, participará de café da manhã na Associação Comercial e Empresarial (ACIM) de Maringá. Depois, vai a Itaguajé, Santa Inês, Santo Inácio, Colorado e Lobato. À noite, participa de uma audiência pública organizada pelo PSDB e pelo Instituto Teotônio Vilela, no hotel Metrópole Bristol. Na quinta-feira, os encontros serão em Nossa Senhora das Graças, Guaraci, Santa Fé, Munhoz de Mello e Astorga.

Saúde e segurança

Os problemas no serviço público de saúde têm sido um tema comum nas discussões nos municípios. “Sentimos essa preocupação em todos os municípios. O atendimento é muito precário. Temos hospitais regionais que foram inaugurados, mas não têm equipamentos nem profissionais suficientes para atender à demanda de toda uma região”, disse Richa. “A boa saúde pública, para resumir, começa cumprindo a lei, investindo pelo menos 12% das receitas do Estado, como determina a Constituição Federal. Só assim poderemos começar a atender às pessoas com qualidade.”

Beto também destacou a necessidade de ampliar o efetivo da Polícia Militar para combater outra preocupação dos paranaenses: a violência crescente. “Faltam investimentos. O efetivo da PM hoje é inferior ao de 20 anos atrás, considerando ainda o crescimento populacional em duas décadas e o visível aumento da violência, da criminalidade e do tráfico de drogas. Como é que a polícia vai combater a criminalidade e garantir segurança para as famílias paranaenses?”, disse Beto. “Então, precisamos de políticas públicas na área de segurança, eficazes e inteligentes; investir em inteligência para conseguir dar as respostas que a sociedade espera.”

Leia mais >>

Candidatura de Osmar Dias continua indefinida; diretório nacional veta coligação com PSDB

Encontro realizado em Brasília nesta terça-feira entre PDT, PT e PMDB não definiu a situação do senador pedetista. Dias quer Gleisi Hoffmann como vice, mas petistas não gostam da ideia

A indefinição em torno da candidatura do senador Osmar Dias (PDT) ao governo estadual nas próximas eleições continua. Depois de mais uma reunião realizada em Brasília na tarde desta terça-feira (22), a coligação entre PDT, PT e PMDB ainda não foi acertada.

Além de Dias, participaram do encontro os presidentes dos diretórios nacionais e estaduais das três legendas, o governador Orlando Pessuti (PMDB), a petista Gleisi Hoffmann, além de alguns deputados federais e estaduais. Os representantes dos partidos já haviam conversado na noite de segunda-feira (21) e também não haviam chegado a um acordo.

Uma definição importante estabelecida durante a reunião desta terça foi de que o PDT não deve se coligar com o PSDB, de Beto Richa, no Paraná. A aliança foi vetada pela diretoria nacional pedetista que não deseja o enfraquecimento no Paraná da aliada e candidata à Presidência, Dilma Roussef (PT).

Osmar Dias é um nome desejado na chapa do PSDB. Os tucanos chegaram a entregar uma proposta formal de aliança ao PDT. Para conseguir o apoio, além de uma das vagas de candidato ao senado, o PSDB ofereceu aos pedetistas a vaga de vice-governador na chapa. Na última quinta-feira (17), o diretório estadual pedetista chegou a enviar um fax para a executiva nacional, solicitando autorização para fazer coligação com o PSDB.

Como a coligação com Richa não deve ser autorizada, duas opções foram apresentadas ao senador pedetista. No primeiro cenário, Dias aceita ser candidato governo, o PMDB indica um nome para o cargo de vice-governador e Gleisi Hoffmann disputa a vaga ao Senado Federal. Neste caso a vontade de Dias não é atendida, já que o senador gostaria de ter a petista como vice, mas o PT insiste em tê-la como candidata ao senado.

A segunda opção é uma candidatura avulsa de Osmar Dias ao senado, ou seja, sem alianças com PT, PMDB ou PSDB. Nesta hipótese, Orlando Pessuti seria o candidato ao governo e os petistas definiriam um nome para o cargo de vice-governador.

Osmar Dias terá que analisar as duas propostas. Não existe uma data definida para o anuncio da decisão final do senador. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Adriano Ribeiro e André Gonçalves

Leia mais >>

Presídio de Catanduvas-PR grava encontro com presos

A decisão foi tomada por um colegiado que reúne seis juízes federais, segundo a Justiça Federal

Na Penitenciária Federal de Catanduvas (Paraná), a cerca de 470 quilômetros de Curitiba, as conversas dos presos com advogados, familiares, agentes e servidores são gravadas "em função da periculosidade e para preservação da segurança". A decisão foi tomada por um colegiado que reúne seis juízes federais, segundo a Justiça Federal.

As conversas, porém, não podem ser utilizadas contra os réus nos processos pelos quais eles foram condenados. "Só queremos evitar novos crimes", disse o diretor do presídio, Fabiano Bordignon. Segundo ele, as pessoas que terão contato com os presos são comunicadas sobre a gravação. "Vários advogados disseram até que para eles isso é bom porque evita que sejam ameaçados para levar mensagens", afirmou.

A seção paranaense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) disse que não houve reclamação de advogados incomodados por gravação de conversas no presídio. Bordignon ressaltou que as visitas íntimas não são gravadas, assim como as visitas sociais realizadas no pátio. "É um momento de vulnerabilidade", admitiu.

Foi em razão do monitoramento realizado na penitenciária de segurança máxima de Catanduvas que, em 23 de março do ano passado, uma advogada do Rio de Janeiro, que não teve o nome revelado, foi presa em flagrante quando visitava um cliente. Ela foi acusada de passar recados de facções criminosas para os presos. Fonte: Agência Estado

Leia mais >>

Projeto Sementinha e Descobridores em Pulinopólis

As crianças e adolescentes de Pulinópolis em Mandaguaçu foram beneficiadas neste domingo (20) com o Projeto Sementinha e Descobridores, momentos de muita alegria em que as crianças tiveram a oportunidade de ter acesso a muita música, brincadeiras e ouvir histórias contadas pela minha esposa, professora Iclea.

Parabenizo a coordenadora local, Lúcia e o pastor Rubens da Igreja Assembleia de Deus de Pulinópolis pelo apoio ao ministério com crianças, todos estão de parabéns e muito obrigado a todos os voluntários e voluntárias, conte conosco.

Leia mais >>

Luciano Brito na AD Condomínio Favoreto

Quero deixar um forte abraço a comunidade da Assembleia de Deus do Condomínio Favoreto em Maringá, estive pregando neste sábado (19) na Ceia do Senhor nesta igreja que é pastoreada pelo Pb Clemencio, deixo um abraço a todos e todas e agradeço a acolhida. Muito obrigado

Leia mais >>

Duas alternativas foram apresentadas a Osmar

Das reuniões entre peemedebistas, pedetistas e petistas, duas alternativas foram apresentadas ao senador Osmar Dias (PDT).

1 – Disputar o governo do Paraná com um vice indicado pelo PMDB. Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) seriam candidatos ao Senado.

2 – Concorrer a reeleição em candidatura avulsa, sem apoio de petistas e peemedebistas. O governador Orlando Pessuti seria candidato a reeleição com um vice indicado pelo PT. Gleisi e Requião seriam candidatos ao Senado. Fonte: Blog Fabio Campana

Leia mais >>

Café da manhã com Beto Richa na ACIM, nesta quarta-feira (23)

O candidato do PSDB ao Governo do Estado, Beto Richa, participa de um café da manhã, nesta quarta-feira (23), na Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), a partir das 8h. Richa está na região para uma série de encontros, para discutir seu Plano de Governo.

Nesta terça-feira, foi a Atalaia, Flórida, Ângulo e Iguaraçú. Na quarta, vai a Itaguajé, Santa Inês, Santo Inácio, Colorado e Lobato. À noite, a partir das 19h30, participa de audiência pública organizada pelo PSDB e pelo Instituto Teotônio Vilela. Na quinta-feira, os encontros serão em Nossa Senhora das Graças, Guaraci, Santa Fé, Munhoz de Mello e Astorga.

Café da manhã com Beto Richa
Quarta-feira, 23, a partir das 8h
Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM)
Rua Basílio Sautchuk, 388. Auditório Ângelo

Audiência pública para discussão do Plano de Governo
Quarta-feira, 23, a partir das 19h30
Hotel Metrópole Bristol
Avenida XV de Novembro, 462

Leia mais >>

Kaká critica colunista da Folha e se diz perseguido por ser religioso

Kaká respondeu, durante entrevista coletiva, críticas de Juca Kfouri a sua carreira. Foto: Antonio Lacerda /EFE

Kaká, principal nome da seleção, acrescentou mais um capítulo à polêmica entre a delegação brasileira e a imprensa: adotou a linha de Dunga e aproveitou para responder às críticas que recebeu de Juca Kfouri, colunista da Folha, na edição desta segunda-feira, após a vitória de 3 a 1 sobre a Costa do Marfim.

Ao ser questionado por André Kfouri, jornalista da emissora ESPN e filho do colunista, Kaká aproveitou para, ao terminar a resposta, responder as críticas que recebeu de Juca. Na coluna em questão, o jornalista disse que Kaká joga com dores e pode antecipar sua aposentadoria do futebol.

"Há algum tempo os canhões do seu pai [Juca Kfouri] são disparados contra mim. A artilharia dele está voltada contra mim. Eu queria aproveitar a pergunta para responder às críticas que ele vem fazendo, e o que me deixa triste é que o problema dele comigo não é profissional, mas porque ele não aceita minha religião. Porque eu sou uma pessoa que segue Jesus Cristo. Eu o respeito como ateu, e gostaria que ele me respeitasse como [seguidor de] Jesus Cristo, como alguém que professa a fé em Jesus Cristo. Não só a mim, mas a todos os milhões de brasileiros que acreditam em Jesus Cristo", disse Kaká, durante a entrevista coletiva.

Na coluna de segunda-feira na Folha, Juca escreveu:

"Kaká desmentirá, assim como o médico da seleção brasileira. Mas o fato é que ele está sofrendo para jogar esta Copa do Mundo e pode, como Guga, até encerrar sua bela trajetória no futebol muito mais rapidamente do que gostaria. O mesmo problema que o maior tenista brasileiro de todos os tempos enfrentou no quadril Kaká enfrenta no púbis, segundo confidências de médico para médico que chegaram ao conhecimento da coluna horas antes de o Brasil enfrentar a Costa do Marfim", falou Juca, em sua coluna de ontem na Folha (disponível para assinantes do jornal e do UOL). Fonte: Folha Online

Leia mais >>

Beto Richa já estuda “plano B” para vice e Senado

Richa: Amanhã é o prazo, não tem mais porque esperar”
Foto: Jonas Oliveira


Osmar Dias pode anunciar nesta terça-feira aliança com PMDB e PT para disputar o governo

Os tucanos já buscam alternativas para compor, como candidatos a vice-governador e senador, a chapa encabeçada por Beto Richa (PSDB) para disputa das eleições de outubro. A procura é motivada pela possibilidade do senador Osmar Dias (PDT) decidir se aliar a petistas e peemedebistas para enfrentar Richa na disputa pelo Palácio das Araucárias. A tendência é que o pedetista anuncie hoje se aceita ou não a proposta do PSDB para disputar a reeleição e indicar o vice do ex-prefeito de Curitiba.

Na noite de ontem, Osmar Dias teve reunião decisiva em Brasília com o presidente nacional do PMDB e candidato a vice-presidente, Michel Temer, com o principal líder pedetista, ministro Carlos Lupi, com o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, e com o governador Orlando Pessuti (PMDB). Até o fechamento desta edição ainda não havia qualquer confirmação sobre o futuro eleitoral de Osmar Dias.

Desde a convenção do último sábado, quando foi oficializada a candidatura de Richa, vários nomes já foram especulados como possíveis candidatos a vice-governador.

Entre eles o do banqueiro Joel Malucelli (DEM), o senador Flávio Arns (PSDB) e o presidente do PP do Paraná, deputado federal Ricardo Barros, que a princípio é candidato ao Senado.

Na última sexta-feira, Richa teria inclusive oferecido a vice ao ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, como tentativa de atrair o PMDB e evitar que apóiem Osmar.

Especula-se que, dos três, por uma questão geográfica, Barros seja o predileto. O pepista tem base eleitoral em Maringá, a mesma de Osmar Dias.

O candidato tucano chegou a afirmar ontem que o pedetista tem até hoje para responder a proposta de aliança. “Amanhã é o prazo, não tem mais porque esperar. Estamos conversando há mais de um mês. Até a convenção foi adiada para esperar uma resposta do PDT”, afirmou.

Richa garantiu estar preparado para a possibilidade de enfrentar Osmar Dias. “Se esse for o caminho do PDT, estamos preparados. Desde que renunciei (Prefeitura de Curitiba) para ser candidato, já desenhava este cenário”, disse.

Senado — Sem poder contar com o apoio pedetista, os tucanos precisam ainda encontrar alguém disposto a preencher a função de candidato ao Senado, que estava reservada para Osmar Dias.

O próprio Richa citou como alternativas os deputados federais Gustavo Fruet (PSDB), Eduardo Sciarra (DEM), César Silvestri (PPS), senador Flávio Arns (PSDB) e o presidente estadual do PPS, Rubens Bueno. “É um nome que merece nosso respeito (Fruet) e tem condições de ser candidato ao Senado. Se ele não quiser, temos outros nomes, como o senador Flávio Arns, Rubens Bueno, César Silvestri e o Sciarra. Isso não nos preocupa”, garantiu.

Fruet teria afirmado que só aceita disputar o Senado se for o único candidato apoiado pela coligação, o que exigiria aos tucanos “rifar” Ricardo Barros. Fonte: Bem Paraná, reportagem de Abraão Benício

Leia mais >>

Bancada do PMDB quer desistência de Pessuti

A bancada estadual do PMDB manifestou, por escrito, seu apoio à retirada da pré-candidatura do governador Orlando Pessuti à reeleição em favor de uma aliança com o PT e PDT.

Em reunião ontem pela manhã, quinze dos dezessete deputados assinaram um documento comunicando ao governador que aprovam uma coligação que tenha o senador Osmar Dias (PDT) como candidato ao governo.

Os únicos que não subscreveram o manifesto de apoio à coalizão entre os três partidos foram os deputados Alexandre Curi e Luiz Claudio Romanelli. Os dois defendem o apoio do PMDB à candidatura do ex-prefeito de Curitiba Beto Richa ao governo.

A posição da bancada do PMDB exige uma contrapartida do PDT e PT. O PMDB quer formar um chapão com PDT e PT para a Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa.

Uma proposta que sempre foi recusada pelo PT, cujos candidatos têm média de votos inferior à lista do PMDB. Essa disparidade, segundo o presidente estadual do PT, Ênio Verri, pode significar a extinção da bancada do PT na Assembleia Legislativa, já que o mais votado foi eleito com um número de votos menor que o deputado menos votado do PMDB.

Na oposição

Vice-presidente do diretório estadual do PMDB, Romanelli disse que não pretende apresentar a proposta de aliança com o PSDB na convenção do PMDB, marcada para dia 27, se Pessuti desistir.

A intenção de Romanelli é discutir a possibilidade no âmbito da executiva, onde a correlação de forças é mais equilibrada. Na convenção, são 462 delegados. Na executiva, a decisão é tomada por dezessete peemedebistas, onde os deputados têm dez votos.

“Vou defender o que for de interesse maior da bancada”, afirmou Romanelli. Ele disse que não acredita que o senador Osmar Dias leve adiante a candidatura ao governo e avalia que, para a bancada do PMDB, uma aliança com os tucanos abre mais perspectivas de reeleição. Para Romanelli, seria possível convencer os tucanos a abrir espaço na chapa para o ex-governador Roberto Requião, pré-candidato ao Senado.

Para a maioria dos deputados, a candidatura de Pessuti não teria a mesma força para impulsionar a reeleição da bancada. Nos bastidores, os peemedebistas comentam que Pessuti chegou ao mês de junho sem alcançar 15% nas pesquisas de intenções de votos, como o partido esperava.

Na reunião em Brasília, realizada ontem à noite, com as direções nacionais do PT, PDT e PMDB, o governador Orlando Pessuti e o senador Osmar Dias, os deputados foram representados por Caito Quintana, líder do governo na Assembleia Legislativa, e Waldyr Pugliesi, presidente estadual do partido.

Pugliesi defende a construção do chapão. Diz que se forem agregados mais partidos a essa aliança, como o PR, PCdoB e PSC, a disputa pelas vagas fica mais equilibrada. Fonte: Paraná Online, reportagem de Elizabete Castro

Leia mais >>

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Beto Richa inicia em Maringá roteiro de encontros em 16 municípios do Norte

O candidato do PSDB ao Governo do Estado, Beto Richa, vai a Maringá e mais 15 municípios da região a partir desta terça-feira (22), para discutir seu Plano de Governo. Na quarta-feira (23) à noite, Richa participará de uma grande audiência pública organizada pelo PSDB e pelo Instituto Teotônio Vilela, na Câmara Municipal de Maringá. “Um Plano de Governo não se mantém de pé se não for legitimado pela vontade popular”, diz Richa.

Nesta terça-feira, às 9h15, Richa dará entrevista coletiva no aeroporto de Maringá. A seguir, vai a Mandaguaçú, Presidente Castelo Branco, Atalaia, Flórida, Ângulo e Iguaraçú. Na quarta-feira, às 8h30, participará de café da manhã na Associação Comercial e Empresarial (ACIM) de Maingá. Depois, participará de encontros nas câmaras municipais de Itaguajé, Santa Inês, Santo Inácio, Colorado e Lobato. Na quinta-feira, os encontros serão em Nossa Senhora das Graças, Guaraci, Santa Fé, Munhoz de Mello e Astorga.

Indicado oficialmente candidato do PSDB ao Governo do Paraná na convenção estadual do partido no sábado (19), Richa disse que o clamor popular pede mudanças no jeito de governar o Estado. “É preciso respeitar a vontade dos paranaenses, que querem tranqüilidade para trabalhar e produzir”, afirmou.”Vamos começar hoje a construção de um novo Paraná, mais dinâmico e mais vigoroso, mais justo e mais forte, mais fraterno e mais solidário.”

Leia mais >>

Ficha Limpa pode frear processos de reeleição

A lei da Ficha Limpa pode acabar com a possibilidade de reeleição de muitos políticos. Quem foi condenado por um colegiado de juizes ficou inelegivel, depois da decisão do TSE. Band News

Leia mais >>

Marina participa da festa do centenário da Assembleia de Deus

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, teve uma presença discreta na capital paraense, anteontem à noite, onde compareceu para comemorar, no estádio Mangueirão, os 99 anos de fundação da Assembleia de Deus.

Ele chegou ao Pará depois de participar das convenções estaduais do PV, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Marina permaneceu menos de uma hora no estádio e saiu apressada, sem falar com os jornalistas.

A mesma atitude de evitar a imprensa ela teve em São Paulo, depois da convenção do PV que oficializou Fábio Feldmann ao governo paulista. Evangélica, ela disse apenas que esteve em Belém para um "ato de fé".

No palco onde estavam pastores, a governadora Ana Júlia Carepa (PT) e outros convidados, Marina evitou falar de política e foi econômica com as palavras: "É uma festa da Assembleia de Deus no lugar onde tudo começou. Eu faço parte desta igreja e vim aqui para celebrar com os irmãos. Estou muito feliz", afirmou a presidenciável do PV. Fonte: Agência Estado

Leia mais >>

Lula tenta “última cartada” por base aliada

O presidente Lula (PT) deve atuar decisiva e pessoalmente, neste início de semana, nas negociações para evitar que o senador Osmar Dias (PDT) desista de disputar o governo do Paraná e sele aliança com o PSDB

O presidente Lula (PT) deve atuar decisiva e pessoalmente, neste início de semana, nas negociações para evitar que o senador Osmar Dias (PDT) desista de disputar o governo do Paraná e sele aliança com o PSDB. A expectativa dos operadores políticos de Lula é que Osmar se reúna hoje, em Brasília, com o governador Orlando Pessuti (PMDB); o presidente estadual do PR, deputado Fernando Giacobbo; o presidente estadual do PSC, deputado Ratinho Junior; e o presidente nacional do PDT, ministro do Trabalho Carlos Luppi. Seria o derradeiro esforço de Lula para unir todos os partidos da base aliada nacional em torno da candidatura de Osmar Dias ao governo.

O encontro está marcado para a véspera da reunião da Executiva Nacional do PDT que vai analisar a proposta de aliança com o PSDB de Beto Richa no Paraná, no qual Osmar desistiria de disputar o governo para concorrer ao Senado. Nesse caso, o PDT indicaria o vice do tucano. A previsão, porém, é que a cúpula nacional do PDT vete a aliança, indicando a candidatura de Osmar para o governo com o apoio do PT e do PMDB. Sem o pedetista, o PT fica sem alternativas para construir no Paraná um palanque forte para o projeto presidencial de Dilma Roussef. Nacionalmente, o PDT já fechou o apoio a Dilma.

Na hipótese de Dias decidir disputar o governo, o acordo para desistência de Pessuti incluiria a indicação de um peemedebista como candidato a vice-governador. Entre as possíveis indicações, os deputados federais Marcelo Almeida e Rodrigo Rocha Loures são os mais cotados. Pesa o fato de ambos terem base eleitoral em Curitiba, justamente o principal reduto de Beto Richa.

Caso o acordo seja firmado, o próprio presidente Lula ficaria encarregado de anunciá-lo, ao lado de Osmar e da candidata do PT à Presidência, Dilma Roussef. Nesse cenário, a coligação reunindo os principais partidos da base aliada seria confirmada em convenção do PT e PMDB paranaenses, marcada para sábado.

A confirmação da candidatura de Osmar Dias ao governo, daria emoção a disputa, já que as mais recentes pesquisas indicam que apenas 6 pontos percentuais o separam do favorito, Beto Richa.

Ao longo da campanha, o pedetista poderia ainda se beneficiar da popularidade de Lula e da onda de crescimento de Roussef – que já aparece em igualdade de condições com o tucano José Serra – e com cerca de 10% do eleitorado que manifesta preferência por Orlando Pessuti nas sondagens.

Em 2006, o próprio Osmar Dias esteve bem próximo de conquistar o Palácio das Araucárias. Naquele ano, a decisão foi para o segundo turno e Requião venceu por diferença de apenas 10,5 mil votos. Fonte: Bem Paraná, reportagem de Abraão Benício

Leia mais >>

PDT, PMDB e PT se reúnem para definir acordo no PR

Dirigentes nacionais do PDT, PT e PMDB se reúnem hoje em Brasília para tratar da eleição no Paraná. Na pauta da discussão estará a candidatura do senador Osmar Dias (PDT) ao governo do estado. Cortejado pelo PSDB e preferido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Sil­­va para ser o candidato da base governista no Paraná, Osmar já deu sinais de que poderá abrir mão da candidatura e aceitar a oferta de aliança com os tucanos. Pela proposta, o pedetista disputaria a reeleição ao Se­­nado e a vaga de vice na chapa de Beto Richa seria do PDT – provavelmente do presidente estadual do partido, deputado Augustinho Zucchi.

Na última quinta-feira, Osmar enviou uma carta à executiva nacional do PDT para saber se o partido autorizaria o acordo. O documento foi interpretado pelos tucanos como um sinal da intenção de Osmar de aceitar a oferta. O senador, no entanto, afirmou que a carta foi apenas uma consulta e não significaria que ele aceitou a proposta.

A expectativa dos tucanos é que a resposta da direção nacional do PDT à consulta de Osmar saia na terça-feira. “Nós estamos esperando um resultado positivo dessa reunião. Mesmo porque, na consulta que o senador fez, ele manifestou o desejo da coligação”, afirmou o presidente estadual do PSDB, deputado Valdir Rossoni.

Apesar do aparente otimismo dos tucanos, nos bastidores, o envio da carta foi interpretado como uma possível jogada de Osmar para tentar pressionar PT e PMDB a aceitarem as suas condições para disputar a eleição estadual. O senador do PDT já deixou claro que só entrará na disputa se for o candidato único da base go­­­vernista. Isso implicaria na desistência do governador Orlando Pessuti, do PMDB, na campanha estadual. Na semana passada, Pes­­­suti, que parecia irredutível, sinalizou que poderá abrir mão da candidatura ao Palá­­­cio Iguaçu caso haja um pedido do presidente Lula.

Outra condição imposta por Osmar seria ter a ex-presidente estadual do PT Gleisi Hoffmann como vice em sua chapa. Os petistas, no entanto, insistem em ter Gleisi como candidata ao Senado. Fonte: Gazeta do Povo, reportagem de Caroline Olinda

Leia mais >>